Moçambique será beneficiado por programa da FAO com União Europeia

Ouvir /

Nova parceria busca ampliar segurança alimentar e nutrição em 35 países; novidade foi anunciada na Conferência sobre Financiamento para o Desenvolvimento; projetos têm custo de mais de € 70 milhões.

Novos programas vão ajudar 35 países. Foto: FAO

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A União Europeia e a agência da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, lançaram uma parceria para aumentar segurança alimentar, nutrição e agricultura sustentável em 35 países.

Os novos programas foram anunciados em Adis Abeba, Etiópia, onde ocorre a 3ª Conferência sobre Financiamento para o Desenvolvimento. A União Europeia comprometeu-se a investir € 50 milhões, enquanto a FAO contribui com € 23,5 milhões.

Políticas

Moçambique será um dos países beneficiados, ao lado de Benin, Cuba, Mali, Ruanda, Zimbábue e dezenas de outros. As novas iniciativas são formadas por dois programas com duração de cinco anos: First e Informed.

O Programa First, que será implantado em Moçambique, pretende ajudar governos a melhorar políticas de segurança alimentar, nutrição e agricultura sustentável.

Fome

Por sua vez, a iniciativa Informed, vai contribuir para o reforço da resiliência durante crises alimentares ocasionadas por desastres naturais, por exemplo.

Apesar de progressos recentes, a FAO lembra que cerca de 800 milhões de pessoas no mundo passam fome e milhões não têm acesso a uma dieta saudável.

Nos últimos anos, aumentou o total de pessoas afectadas por crises alimentares, geralmente resultantes de conflitos, desastres naturais, mudança climática ou alterações no preço dos alimentos.

*Apresentação: Denise Costa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031