Evento na ONU lembra os 20 anos do genocídio em Srebrenica

Ouvir /

Falando na cerimônia, secretário-geral da ONU afirmou que o assassinato atroz de homens e meninos muçulmanos no local "vai para sempre pesar na consciência coletiva da comunidade internacional".

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Evan Schneider

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Um evento na sede da ONU em Nova York lembrou os 20 anos do genocídio em Srebrenica, na Bósnia- Herzegovina.

O secretário-geral da ONU afirmou que a cerimônia "lembra os milhares que perderam a vida" na ocasião.

Comunidade Internacional                   

Ban Ki-moon declarou que o "assassinato atroz de homens e meninos muçulmanos em Srebrenica vai para sempre pesar na consciência coletiva da comunidade internacional".

Ele disse que a Organização das Nações Unidas, que foi "fundada para prevenir tais crimes de ocorrerem novamente, falhou em sua responsabilidade de proteger as vidas de civis inocentes que buscavam proteção do conflito e da violência ao seu redor".

Ban afirmou que o Secretariado da ONU, o Conselho de Segurança e os Estados-membros partilham a culpa.

Reconciliação

Falando na cerimônia, ele renovou sua promessa "de trabalhar cada vez mais e todos os dias, para proteger pessoas em todos os lugares de ataques a sua dignidade e segurança".

O secretário-geral mencionou sua visita à Bósnia e Herzegovina em 2012 e disse ter visto o quanto o país andou desde a ocasião do genocídio. Ele disse ter ouvido sobre formas em que as comunidades estão "se esforçando para construir pontes, aumentar a confiança e estabelecer as bases para a plena reconciliação".

Para o chefe da ONU, "curar tais feridas profundas leva muito tempo e a organização está fortemente empenhada em apoiar esses esforços".

Ban afirmou que para construir um "futuro comum, o passado deve ser abordado e avaliado de forma franca".

Responsabilidade de aprender

O secretário-geral disse ainda que a comunidade internacional tem sua "própria responsabilidade de aprender com o massacre".

Ban afirmou que a ONU fortaleceu seu trabalho para prevenção. Ele mencionou iniciativas da organização e ações de seus conselheiros especiais sobre a prevenção do genocídio, a responsabilidade de proteger e questões relacionadas à violência sexual e crianças em conflito armado.

O chefe da ONU citou que os mandatos das operações de manutenção da paz da organização "agora incluem consistentemente autorização para utilizar todos os meios necessários de proteção dos civis".

Trabalho Conjunto

Ao mesmo tempo, Ban disse ser "claro" que é preciso "fazer mais" e mencionou a situação na Síria e no Sudão do Sul.

Para o secretário-geral, os Estados e a comunidade internacional devem "trabalhar juntos para construir sociedades inclusivas" e ajudar as que são atingidas pela violência nos processos de reconciliação e reconstrução.

Leia Mais:

ONU debate forma de evitar e proteger o mundo de novo holocausto

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031