Em dia de eleições no Burundi, secretário-geral pede clima pacífico

Ouvir /

Decisão do presidente de tentar a reeleição pela terceira vez gerou onda de violência no país africano; Ban Ki-moon pede aos partidos políticos para priorizarem o diálogo franco em prol da democracia.

Soldado em frente a um posto eleitoral no Burundi. Foto: Menub

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As eleições presidenciais no Burundi, país no leste da África, ocorrem esta terça-feira, com o secretário-geral da ONU pedindo às autoridades para fazerem todo o possível por um clima pacífico e seguro.

Ban Ki-moon destaca que ações violentas apenas comprometem a estabilidade do Burundi e da região. Segundo agências de notícias, duas pessoas morreram na capital Bujumbura, após uma explosão ocorrida durante a noite.

Tensão

O presidente Pierre Nkurunziza concorre ao cargo pela terceira vez, o que gerou uma onda protestos violentos desde abril, que levaram à detenção de várias pessoas. Outros três candidatos tentam a presidência do país.

De Bujumbura, o porta-voz da Missão de Observação Eleitoral da ONU no Burundi, Vladimir Monteiro, confirmou à Rádio ONU nesta terça que o pleito ocorreu em meio a tensões.

"Passamos de 18 a 21 equipes  em todas as províncias, para observar o desenrolar do processo.  De fato, houve tiroteios, ouviu-se explosões esta noite em vários cantos da capital. Nesta manhã,  recebemos imagens de manifestações num dos bairros da capital. Houve entre duas a quatro vítimas e pelo menos duas (mortes) foram confirmadas."

Diálogo Franco

Sobre o trabalho dos inspetores da missão, o secretário-geral lembrou que a Missão de Observação Eleitoral da ONU enviou inspetores para checar as eleições presidenciais no país e pediu aos partidos que facilitem esse trabalho, garantindo a segurança dos funcionários.

Ban Ki-moon reforçou ainda o apelo para o "retorno de um diálogo franco" e apelou aos partidos para que evitem prejudicar os progressos alcançados na construção da democracia do Burundi.

O diálogo interno entre autoridades do país começou no dia 14, em Uganda, mas acaba de ser suspenso por um período indefinido.

Ban nota que a suspensão do diálogo ocorreu sem nenhum acordo sobre várias questões que poderiam contribuir para eleições pacíficas e confiáveis.

Leia Mais:

 Burundi: relatores querem ação do Conselho de Segurança

 Ban deplora continuação da violência no Burundi

 Quase 10 mil civis fugiram do Burundi no fim de semana

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031