Acnur pede à União Europeia que apoie Grécia na crise de refugiados

Ouvir /

Agência fala de acolhimento dos migrantes em condições “terríveis”; 100 mil refugiados chegaram ao país europeu em 2015; Acnur também defende ajuda para países como Turquia, Líbano e Jordânia.

Migrantes pelo Mediterrâneo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, instou a União Europeia a fazer mais para ajudar a Grécia a lidar com o fluxo de migrantes.

Estima-se que 100 mil refugiados chegaram ao país europeu, este ano. Cerca de 60% são provenientes da Síria. Cidadãos da África Subsaariana também estão entre os recém-chegados, que incluem afegãos e iraquianos.

Preocupação

Em nota, a agência da ONU revela estar extremamente preocupada com o piorar da situação na Grécia.

Falando a jornalistas, em Genebra, o porta-voz do Acnur descreveu o que chamou de dificuldades reais no país europeu.

Wiilliam Spindler disse que não há uma movimentação suficiente e adequada da União Europeia para lidar com a situação. Como acrescentou, em alguns casos são voluntários locais e  turistas que mais se esforçam para ajudar os refugiados do que as autoridades gregas.

Sírios

A agência da ONU pediu mais ações do bloco europeu para apoiar países como Turquia, Líbano e Jordânia. Juntos, estes abrigam mais de 4 milhões de refugiados sírios.

O Acnur recebeu 12% do financiamento para operar em território turco, que acolhe 2 milhões de sírios.

Vontade Política

Em relação à atuação das autoridades gregas, Spindler disse que estas alegam não ter recursos necessários, mas defende ser uma “questão de vontade política”.

O representante pediu mais rapidez no registo dos recém-chegados e melhoria das condições de acolhimento consideradas “terríveis”.

O Acnur também quer melhores condições para receber os refugiados, que incluem o fornecimento de água e de alimentos. Neste momento, essas atividades são levadas a cabo, principalmente, por voluntários locais.

Leia Mais:

OIM: Quase 5 mil migrantes resgatados do Mediterrâneo no fim de semana

Acnur alerta que número total de refugiados sírios passou de 4 milhões

 

Compartilhe