Quase 10 mil civis fugiram do Burundi no fim de semana

Ouvir /

Segundo agência da ONU, país fechou suas fronteiras no domingo, um dia antes das eleições parlamentares; civis foram para Tanzânia, Ruanda e República Democrática do Congo.

Refugiados burundeses. Foto: Acnur/B. Loyseau

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, calcula que quase 10 mil pessoas fugiram do Burundi no fim de semana, antes das fronteiras do país serem fechadas no domingo.

O governo informou "ser prática comum" fechar as fronteiras por 48 horas em época eleitoral. As eleições parlamentares do país foram realizadas na segunda-feira.

Floresta

Segundo a porta-voz do Acnur, Melissa Fleming, "os refugiados precisaram usar saídas informais na floresta para deixar o Burundi". No sábado e no domingo, os escritórios do Acnur na Tanzânia, Ruanda e República Democrática do Congo notaram grande aumento na chegada de refugiados.

A Tanzânia recebeu no fim de semana mais de 6 mil burundeses e outros 3 mil foram para Ruanda. Na segunda-feira, com as fronteiras já fechadas, mais de 2 mil  refugiados conseguiram chegar à Tanzânia pelas florestas.

Violência

O Acnur lembra que em abril, o presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, anunciou que iria concorrer ao terceiro turno de mandato. A decisão foi denunciada pela oposição e criou violência e tumultos políticos.

Desde então, 144 mil burundeses deixaram o país e os que chegaram à Tanzânia, Ruanda e RD Congo afirmaram que as rodovias foram bloqueadas, pessoas tiveram os seus bens confiscados e outras até foram presas.

Assistência

Mulheres e crianças formam a maioria das pessoas que deixaram o país e os refugiados estão a ser registados pelos oficiais de imigração das nações vizinhas ao Burundi.

O Acnur ajuda os civis e fornece refeições, transporte entre os postos de registo e os locais de abrigo de refugiados e serviços de proteção, saúde e saneamento.

A agência da ONU precisa de US$ 207 milhões neste ano para ajudar todos os refugiados do Burundi, mas até o momento, recebeu apenas 13% do valor.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Em dia de eleições no Burundi, ONU pede espaço para o diálogo

Entrevista: ONU, eleições e segurança no Burundi

Chefe da ONU pede ao Burundi que pondere adiamento das eleições 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031