Pnuma quer consumo e produção sustentáveis

Ouvir /

Relatório da agência da ONU mostra como mundo pode reduzir demanda por energia e água; países desenvolvidos e em desenvolvimento devem implementar medidas para uma economia verde.

Mundo deve encontrar processo de consumo e produção sustentáveis para evitar custos financeiros ambientais. Foto: Pnuma

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, afirmou que o mundo deve encontrar um processo de consumo e produção sustentáveis para evitar custos financeiros ambientais e o esgotamento dos recursos naturais.

A afirmação consta do relatório "Produção e Consumo Sustentáveis: Guia para os Legisladores", divulgado na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado esta sexta-feira, 5 de junho.

Crescimento Econômico

O documento diz que os custos financeiros e ambientais causados pelo fim dos recursos começam a afetar o crescimento econômico mundial.

O diretor-executivo do Pnuma, Achim Steiner, afirmou que "o século passado viu uma rápida transformação da relação entre os homens e a natureza com o aumento do uso de recursos naturais causando a degradação ambiental".

Steiner disse que se os índices de aumento da população e de consumo continuarem seguindo o ritmo atual, a extração dos recursos globais por ano pode triplicar para 140 bilhões de toneladas até 2050, se comparada aos dados registrados no ano 2000.

O chefe do Pnuma alertou sobre as consequências dessa tendência de consumo e a trajetória que o mundo terá de seguir para atender às necessidades de uma população de 9 bilhões de pessoas, daqui a pouco mais de três décadas.

Reduzir Demanda

Segundo o Pnuma, os países devem achar formas de controlar os recursos, que são finitos e, ao mesmo tempo, atender às necessidades de uma crescente população urbana.

O relatório mostra que, ao melhorar a eficiência dos sistemas, é possível reduzir a demanda de energia em até 80% para a maioria dos setores de produção.

Os especialistas explicam que, da mesma forma, até 80% das melhorias em energia e no uso da água são comercialmente viáveis na agricultura, na construção, nos transportes, em hospitais e nas indústrias de uma maneira geral.

O Guia do Pnuma contêm dados que mostram o impacto do consumo e da produção insustentáveis e os ganhos obtidos quando o sistema sustentável é aplicado.

"Capital Natural"

O relatório calcula que 1,2 bilhão de pessoas que vivem na extrema pobreza em todo o mundo dependem do chamado "capital natural", que é a renda gerada de atividades relacionadas à natureza.

A agência da ONU explica que as pessoas que vivem em países de baixa renda têm quase um terço de seus ganhos vindo desse "capital natural", enquanto os ricos têm uma dependência muito menor.

Os serviços de ecossistemas, como os de mangues que filtram a água, entre outros, chegam a 90% do "Produto Interno Bruto, PIB, dos pobres" no Brasil e a 47% no caso da Índia.

O Pnuma conclui que a Produção e o Consumo Sustentáveis são essenciais para melhorar a vida dos que vivem na pobreza.

Leia Mais:

Relatório anual 2014 do Pnuma ressalta diversos sucessos ambientais

Mais de 80 países participam da iniciativa “Energia Sustentável para Todos”

Pnuma alerta que lixo eletrônico representa ameaça à saúde humana

Substâncias químicas causam 1 milhão de mortes por ano, segundo Pnuma

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031