ONU alerta que violência de milícias pode piorar situação no Burundi

Ouvir /

Chefe do Escritório de Direitos Humanos afirmou que está profundamente preocupado também com as ameaças feitas por grupos armados que apoiam o governo; Zeid Al Hussein cita execuções sumárias e tortura.

Refugiados burundeses. Foto: Unicef Burundi/Y. Nijimbere/2015

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O alto comissário da ONU para os Direitos Humanos declarou, esta terça-feira, que a sua equipe recebe entre 40 a 50 telefonemas diários de pessoas assustadas pedindo proteção ou denunciando abusos no Burundi.

Em nota, publicada em Genebra, Zeid Al Hussein disse que está profundamente preocupado com ações cada vez mais violentas e ameaçadoras de uma milícia pró-governo. O grupo é ligado ao movimento conhecido como Imbonerakure.

Medidas

Zeid pediu ao governo que tome medidas imediatas e concretas para controlar a situação.

Segundo o representante da ONU, "se as autoridades estão realmente em conluio com milícias violentas, elas estão jogando com o futuro do país da forma mais negligente imaginável".

Os alegados abusos incluem execuções sumárias, sequestros, torturas, espancamentos, ameaças de morte e outras formas de intimidação ocorridos na capital Bujumbura e em várias províncias.

Compromisso

O alto comissário considerou muito graves as alegações. Ele afirmou que mais do que nunca é essencial que as autoridades do Burundi demonstrem um compromisso com a paz.

O pedido é que elas mostrem distanciamento das milícias violentas e garantam a punição por qualquer crime ou violação dos direitos humanos.

Zeid afirmou que a última coisa que o Burundi precisa é de violência após uma década de uma consolidação da paz gradual e em grande parte bem-sucedida.

Para ele, o país não deve ter uma nova guerra civil causada pela determinação de um pequeno número de pessoas de manter ou ganhar o poder a qualquer custo.

*Apresentação: Edgard Júnior.

Leia Mais:

Burundi: enviado especial da ONU continua consultas sobre diálogo político

Novo chefe do Ocha libera US$ 15 milhões para Burundi

Rádios e televisões fechadas durante protestos no Burundi serão substituídas

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031