ONU alerta que "violência continua com profunda impunidade na Síria"

Ouvir /

Alerta foi dado pela vice-coordenadora de ajuda de emergência no país, Kyung-Wha Kang; guerra já matou mais de 220 mil e feriu mais de 1 milhão.

Kyung-Wha Kang em discurso no Conselho de Segurança. Foto: ONU/Loey Felipe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A vice-coordenadora de ajuda de emergência da ONU para a Síria alertou esta segunda-feira que "a violência continua com profunda impunidade na região" e que no último mês não houve qualquer redução na brutalidade cometida pelos dois lados do conflito.

Em pronunciamento no Conselho de Segurança sobre a situação humanitária na nação árabe, Kyung-Wha Kang afirmou que a guerra na Síria já matou mais de 220 mil pessoas e feriu mais de 1 milhão.

Deslocados

Ela declarou que o número de deslocados internos por causa do conflito chegou a 7,6 milhões e mais de 4 milhões fugiram para países vizinhos.

Kyung-Wha Kang declarou que o uso de explosivos, como bombas barril, em áreas de população civil matou centenas de pessoas, muitas delas crianças, em Alepo, Dara, Idlib e na capital, Damasco.

Os ataques contra instalações médicas continuam em total desrespeito à lei humanitária internacional. O mês de maio foi um dos piores desde o início do conflito, em março de 2011.

Isil

Os 15 países membros do Conselho foram informados sobre a piora da situação no país na última semana, principalmente em Kobani, depois dos ataques realizados pelo grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, na tentativa de retomar a cidade.

A vice-coordenadora de emergência disse que as agências humanitárias estão trabalhando muito para ajudar milhões de sírios afetados pelo conflito.

Ela declarou que esses esforços exigem recursos adequados e que até agora, apenas 25% do apelo feito foi recebido. O mesmo acontece em relação ao Programa Mundial de Alimentos, PMA.

Desde janeiro, a agência da ONU teve de reduzir a entrega de comida em 30% por falta de dinheiro para cobrir as operações, e os cortes devem continuar nos próximos três meses.

Wha Kang afirmou que "é difícil ver um fim ao que classificou como sendo um pesadelo de violência e destruição".

Leia Mais:

Comissão da ONU destaca fracasso da diplomacia para pôr fim ao conflito sírio

Síria: comissão cita fracasso da diplomacia para pôr fim ao conflito

Unicef alerta que “milhões de crianças pobres estão ficando para trás”

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031