OMS alerta para rápida evolução do coronavírus na Coreia do Sul

Ouvir /

Agência anuncia 108 casos confirmados e nove mortes; segundo agências de notícias, 2,3 mil pessoas foram colocadas em quarentena e que 1,9 mil escolas foram fechadas.

Especialistas recomendam que as pessoas com contato próximo aos casos do coronavirus não viajem. Foto: OMS

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização Mundial da Saúde alertou para a rápida evolução da situação da Síndrome Respiratória do Oriente Médio, também conhecida por coronavírus Mers-CoV na Coreia do Sul.

Já foram registradas nove mortes e 108 casos confirmados no país, incluindo um paciente identificado na China. Segundo agências de notícias, mais de 2,3 mil pessoas foram colocadas em quarentena e 1,9 mil escolas foram fechadas.

Controle do Surto

A OMS anunciou que as investigações continuam no país. As autoridades de saúde estão trabalhando com uma equipe chefiada pelo diretor-geral assistente da organização, Keiji Fukuda. O representante da agência disse que eles estão  intensificando os esforços para controlar a doença e evitar a propagação.

Desde o início do surto, considerado o maior fora do Oriente Médio, a agência da ONU está trabalhando em medidas de resposta em parceria com o Ministério da Saúde e Bem-Estar e os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças

Em comunicado publicado nesta quarta-feira, os especialistas recomendam o reforço imediato de medidas de prevenção e o controle da infecção em todas as instalações de saúde do país.

Investigação

A agência da ONU explicou que é fundamental fazer uma investigação completa e rápida, especialmente para avaliar se o vírus e a sua transmissão estão mudando e para garantir a aplicação da estratégia de controle mais adequada.

As provas apresentadas até agora, segundo a OMS, indicam uma semelhança entre o padrão do surto na Coreia do Sul e no Oriente Médio.

Os especialistas recomendam que as pessoas com contato próximo aos casos do coronavirus não viajem enquanto a evolução dos sintomas está sendo controlada.

A outra sugestão é que seja considerada a reabertura das escolas, já que elas não estavam ligadas à transmissão em outros lugares.

A infecção foi descoberta em 2012 na Arábia Saudita. Além da Coreia do Sul, o coronavírus teve casos confirmados na China, na Malásia e nas Filipinas.

*Apresentação: Laura Gelbert.

Leia Mais:

China confirma primeiro caso de síndrome respiratória

OMS vai criar programa único para emergências de saúde

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031