Iraque já tem mais de 3 milhões de deslocados internos

Ouvir /

Situação no país é tão vulnerável que 77 centros de saúde podem fechar as portas neste mês; civis que fugiram de suas casas estão espalhados pelas 18 províncias iraquianas.

Crianças em acampamento para deslocados internos no Iraque. Foto: Unami

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Segundo um levantamento da Organização Internacional para Migrações, OIM, mais de 3 milhões de pessoas estão deslocadas dentro do Iraque. Os civis abandonaram suas casas devido à violência e agora estão espalhados pelas 18 províncias iraquianas.

A maioria dos deslocados internos é originária das províncias de Anbar, Ninewa e Salah al-Din. Mais de 2 milhões desses civis alugaram casas em outras cidades, estão vivendo com outras famílias ou estão hospedados em hoteis.

Abandono

A OIM destaca que quase 640 mil deslocados internos estão acomodados em abrigos improvisados, em condições críticas, vivendo em prédios abandonados, templos religiosos ou escolas.

Mais recentemente, desde que a violência começou em abril em Ramadi, a oeste de Bagdá, mais de 276 mil iraquianos fugiram da cidade que é capital de Anbar. Deste total, 55% deixou Ramadi após 15 de maio, quando o centro da cidade foi totalmente ocupado por grupos armados.

Kits

Os deslocados recebem da OIM e de outras agências humanitárias kits contendo água e itens de higiene. Mohammed Hindi, que deixou a cidade de Ramadi, declarou à OIM que abandonou sua casa em maio, acompanhado de sua mulher e de seus oito filhos.

Ao saber da presença do Isil na região, a família decidiu fugir a pé e não foi possível levar nenhum pertence. Agora, Hindi está morando com a família na casa de um amigo em Bagdá e destacou que os colchões recebidos da OIM são essenciais.

Saúde

Além do aumento dos deslocados internos, os conflitos no Iraque estão causando um impacto negativo no setor de saúde: 77 clínicas correm o risco de fechar neste mês. O alerta foi feito esta terça-feira pela Organização Mundial da Saúde, OMS.

A agência precisa urgentemente de US$ 60 milhões para garantir que esses centros de saúde continuem funcionando. Eles representam 88% dos atuais projetos de saúde nas áreas em conflito.

A OMS informa que as temperaturas no Iraque chegam aos 50° C em algumas localidades. O calor aliado às condições ruins de moradia, com pessoas vivendo em tendas, por exemplo, levam ao aumento dos casos de desitradação e de diarreia.

Leia Mais:

Ban alerta que graves violações são cometidas contra crianças no mundo

Deslocados e refugiados atingem recorde de quase 60 milhões

Ocha precisa de quase US$ 19 bilhões para ajudar civis em 37 países 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031