Capacetes azuis recuperam armas em ofensiva na República Centro-Africana

Ouvir /

Patrulhas das forças da Minusca sofreram ataques dos rebeldes da Frente Democrática do Povo Centro-africano; milícia é acusada de cometer atos de terrorismo, organizar assaltos e fazer reféns.

Soldados da Minusca. Foto: Minusca

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, anunciou uma operação militar para restabelecer a liberdade de circulação e a segurança na estrada principal que abastece a capital, Bangui.

A ação denominada Abrindo o Caminho decorre na maior via do município de Nana-Mambéré, situado na região ocidental do país.

Terrorismo

Na área, foi desmantelado um acampamento dos rebeldes da chamada Frente Democrática do Povo Centro-africano. O grupo é considerado responsável por atos de terrorismo, assaltos e tomada de reféns.

Um dos momentos mais altos da ofensiva ocorreu no domingo. Com a fuga dos membros do grupo soldados de paz apanharam armas, munições, cartões de identidade de vários países e drogas numa base entre Baboua e Zocombo.

A operação de paz da ONU disse que os artigos foram recuperados pelos capacetes azuis, que tiveram várias patrulhas atacadas pelos rebeldes enquanto tentavam garantir a segurança em áreas centro-africanas.

Leia Mais:

ONU investiga novas alegações de abusos na República Centro-Africana

PMA elogia Brasil por doação de arroz à República Centro-Africana

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031