Brasil entre os 10 países que mais receberam investimento externo

Ouvir /

Fluxo de investimento estrangeiro direto para o país caiu pelo terceiro ano consecutivo, mas ainda assim, chegou a US$ 62 bilhões; estudo da Unctad sugere maior coerência entre impostos internacionais e políticas de investimento.

Sede da Unctada em Genebra. Foto: Unctad

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, divulgou esta quarta-feira o Relatório Investimento Mundial 2015. Pela média global, o investimento estrangeiro direto caiu 16%, chegando a US$ 1,2 trilhão no ano passado.

Segundo o estudo, a queda é explicada pela fragilidade da economia global, incertezas políticas para os investidores e elevados riscos geopolíticos. Em 2014, a China foi o país que mais recebeu investimento estrangeiro: US$ 129 bilhões, um aumento de 4% em relação ao ano anterior.

Brasil

Hong Kong e Estados Unidos vêm na sequência e de acordo com a Unctad, o Brasil está entre os 10 países do mundo que mais receberam investimento direto estrangeiro no ano passado.

Foram investidos US$ 62 bilhões no Brasil, o que representa uma queda pelo terceiro ano consecutivo. Mas o relatório destaca que o país continua sendo o que mais recebe investimento estrangeiro direto dentro da América Latina.

Pelo estudo da Unctad, o Brasil viu uma "forte diminuição", de 58%, nos investimentos no setor primário, mas essa queda foi compensada pelo aumento dos investimentos nos setores de manufatura e de serviços. 

Fusões

Os outros países da região que mais receberam investimento estrangeiro direto foram Chile e México. No geral, os investimentos na América Latina e no Caribe diminuíram 14%, chegando a US$ 159 bilhões.

A Unctad explica que a queda foi consequência da diminuição das fusões e aquisições na América Central e preços de commodities mais baixos, o que levou à redução do investimento das indústrias extrativistas da América do Sul.

Sobre as nações desenvolvidas, o realtório aponta queda de 28%, com US$ 499 bilhões em investimento estrangeiro direto, o menor nível desde 2004. Na Europa, Reino Unido, Finlândia e Suíça foram os principais recipientes. Já a Alemanha foi o país europeu que mais investiu em outras nações.

Evasão Fiscal

Na América do Norte, os investimentos estrangeiros diretos nos Estados Unidos e no Canadá totalizaram US$ 146 bilhões.

Ao divulgar o relatório Investimento Mundial 2015, a Unctad sugeriu maior coerência entre impostos internacionais e políticas de investimento. A agência está preocupada com a evasão fiscal principalmente entre multinacionais, o que chega a ser um "problema global" segundo o estudo.

O secretário-geral da Unctad, Mukhisa Kituyi, declarou ser um "imperativo político combater a evasão fiscal em apoio à mobilização de recursos domésticos e para continuar facilitando investimentos produtivos no desenvolvimento sustentável".

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031