Ban elogia decisão da Suprema Corte americana sobre homossexuais

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que medida abre caminho para gays e lésbicas americanos terem suas relações reconhecidas legalmente; ele disse que esse é um grande passo para os direitos humanos.

Bandeira LGBT. Foto: ONU

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou esta sexta-feira a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos que autoriza o casamento entre homossexuais.

Em comunicado lido pelo porta-voz, Fahan Haq, Ban disse que "a medida da Suprema Corte abre o caminho para que gays e lésbicas americanos tenham seu relacionamento reconhecido legalmente, sem importar em que parte do país estejam".

Direitos Humanos

O chefe da ONU disse que a decisão é "um grande passo na direção dos direitos humanos".

Ban acredita profundamente na igualdade e na dignidade para as pessoas do grupo Lgbt, que inclui lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.

O secretário-geral afirmou que "negar a esses casais o reconhecimento legal de sua relação abre a porta para uma discriminação generalizada".

Ban explicou que a decisão da Suprema Corte americana vai ajudar a "fechar essa porta e marca um grande avanço em direção aos direitos humanos nos Estados Unidos.

O porta-voz disse que o chefe da ONU se junta à comunidade Lgbt e a seus milhões de simpatizantes para celebrar essa decisão histórica.

Leia Mais:

Nações Unidas lançam campanha de combate à homofobia

Ban alerta que “mundo enfrenta sérias violações dos direitos humanos”

Para Ban, anulação da lei anti-homossexualidade no Uganda é “vitória”

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031