Ban diz que nova agenda global deve combater as drogas

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração para marcar o Dia Internacional Contra o Abuso de Drogas e o Tráfico Ilícito; ele afirmou que mundo deve considerar alternativas à criminalização e ao encarceramento de dependentes.

Tráfico ilícito de heroína. Foto: Unodc

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a nova agenda de desenvolvimento sustentável pós-2015 deve combater também os impactos danosos causados pelo consumo e o tráfico de drogas.

A declaração foi para marcar o Dia Internacional Contra o Abuso de Drogas e o Tráfico Ilícito, esta sexta-feira, 26 de junho.

Objetivos

Ban disse que os líderes mundiais vão se reunir em setembro na sede da ONU, em Nova York, para adotar os novos objetivos de desenvolvimento para erradicar a pobreza extrema e fornecer uma vida digna a todos.

Nesse sentido, eles devem lidar com vários obstáculos, incluindo "o efeito mortal que as drogas e o tráfico têm sobre as pessoas e as comunidades".

Segundo o secretário-geral, a resposta para esse desafio tem como base as Convenções Internacionais para o Controle de Drogas.

Alternativas

Ban deixou claro que o "mundo deve considerar alternativas à criminalização e ao encarceramento de pessoas que consomem drogas e manter o foco dos esforços da justiça nos envolvidos no fornecimento do produto".

Para o chefe da ONU, é necessário dar mais atenção à saúde pública, prevenção, tratamento e cuidado médico, como também às estratégias econômicas, sociais e culturais.

Ban afirmou que é preciso abordar a relação das drogas ilícitas com a violência, com a corrupção e com o terrorismo.

Segundo ele, numa avaliação equilibrada é possível reconhecer as ligações estreitas entre os envolvidos nas redes de tráfico e criminosas com o contrabando de armas de fogo, sequestros, tráfico humano e outros crimes.

Cooperação Internacional

O secretário-geral disse que esse trabalho conjunto deve incluir também redobrar os esforços para evitar o suprimento de substâncias químicas, que servem de base para a fabricação de várias drogas ilícitas.

Ban explicou que "promover a cooperação internacional através das convenções da ONU sobre crime organizado transnacional e corrupção é essencial para lidar com os desafios atuais de segurança e desenvolvimento".

Ele afirmou que "nenhum país pode trabalhar isolado nesta questão. Os esforços integrados em níveis locais, regionais e globais representam a melhor esperança para combater os traficantes".

O chefe das Nações Unidas disse que a Assembleia Geral vai realizar uma sessão especial sobre o problema mundial das drogas em abril do ano que vem.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031