Ban diz que aumento do extremismo violento exige resposta global

Ouvir /

Secretário-geral da ONU afirmou que nenhum aspecto é mais importante do que ajudar vítimas de tortura; ele declarou que esse tipo de prática pode ser considerada crime de guerra e crime contra a humanidade.

Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o aumento do extremismo violento e o alto nível de deslocamentos forçados no mundo exigem uma resposta global.

Segundo Ban, "nenhum aspecto é mais urgente do que ajudar vítimas de tortura causada por essas duas tendências".

Chocado

O chefe das Nações Unidas fez a declaração para marcar o Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura, esta sexta-feira 26 de junho.

Ele disse que "o mundo está chocado com o tratamento dado a civis inocentes, especialmente mulheres, que estão nas mãos de extremistas violentos".

Ao mesmo tempo, Ban citou que um número recorde de pessoas que fogem de casa enfrenta uma jornada perigosa que é, geralmente, marcada por graves violações dos direitos humanos, inclusive tortura.

Solidariedade

O chefe da ONU declarou que nesta data a organização pede ao mundo que preste solidariedade a todas as pessoas atingidas pelo problema, como também suas famílias e comunidades.

Ban afirmou que "durante conflitos armados, a tortura constitui um crime de guerra". Além disso, ele afirmou que quando usada de forma sistemática ou generalizada, a tortura pode representar crime contra a humanidade".

Ele disse que está comprometido em comandar a ONU na denúncia contra a tortura e a defender os direitos humanos.

O secretário-geral declarou que as "vítimas de tortura têm direito legítimo à compensação e à reabilitação pelos danos sofridos. Elas também merecem e têm direito a saber a verdade".

Por este motivo, Ban afirmou que é importante investigar casos de tortura, identificar os responsáveis e levá-los à justiça.

O secretário-geral pediu ajuda de países e de doadores particulares para o Fundo da ONU para as Vítimas de Tortura. O dinheiro arrecadado é usado na construção de centros de reabilitação, hospitais, tribunais, abrigos para refugiados no mundo inteiro.

Ele pediu ainda aos Estados que não fazem parte da Convenção Contra a Tortura e seu Protocolo Opcional que firmem e ratifiquem os documentos imediatamente.

Leia Mais:

Ban alerta que graves violações são cometidas contra crianças no mundo

ONU quer investigação sobre tortura em centros de interrogação do Egito

ONU alerta sobre “terríveis atos de crueldade” na Nigéria

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031