Ban: criar um mundo mais igual para futuras gerações é importante desafio

Ouvir /

Segundo o secretário-geral da ONU, medida seria "especialmente urgente para mulheres"; avaliação está em mensagem sobre o Dia Internacional das Viúvas, assinalado nesta terça-feira.

Foto: ONU Mulheres/Gaganjit Singh

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

"Criar um mundo com maior igualdade para futuras gerações é o desafio que define este tempo". A avaliação é do secretário-geral da ONU, em mensagem sobre o Dia Internacional das Viúvas.

A data é celebrada nesta terça-feira, 23 de junho. Na nota, Ban Ki-moon afirmou que isto é "especialmente urgente para mulheres", que muitas vezes sofrem múltiplas formas de discriminação. Segundo ele, idade, renda, etnia, e outros fatores podem colocá-las em "grande risco de injustiça".

Oportunidade

De acordo com o chefe da ONU, as "viúvas são particularmente vulneráveis”. Muitas estão envelhecendo e podem não ter trabalhado fora de casa.

A morte de seu parceiro pode deixá-las em condições de vida precárias, particularmente em áreas de conflito, desastre natural e crise humanitária.

Para Ban, o Dia Internacional das Viúvas é "uma oportunidade para fazer valer os direitos daquelas cujo luto é seguido por exclusão, abuso ou perda de suas casas, meios de subsistência e posição social".

Estigma

Segundo o secretário-geral, em "sociedades que veem as mulheres como completas apenas quando são casadas, as viúvas são muitas vezes ignoradas ou estigmatizadas".

Sem a proteção econômica e social de seus maridos, muitas viúvas são tratadas como "fardos financeiros" por suas famílias. Elas podem perder seus direitos à herança e propriedade ou até serem forçadas a deixar suas comunidades.

No comunicado, Ban afirma que estas "violações de direitos humanos" se originam da "visão injusta de que as mulheres têm menor valor".

Igualdade

No Dia Internacional das Viúvas, o chefe da ONU reafirma a igualdade entre homens e mulheres. Ele também afirmou que as Nações Unidas estão trabalhando em medidas específicas para ajudar as viúvas.

O secretário-geral afirmou que é preciso acabar com o estigma social e a privação econômica que confrontam as viúvas.

Ban declarou ser preciso ainda eliminar seu alto risco de abuso sexual e exploração e remover as barreiras para os recursos e oportunidades econômicas. Ele também defendeu a igualdade de direitos à herança, propriedade, terras e outros ativos.

Leia Mais:

Ban diz que 115 milhões de viúvas vivem na pobreza

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031