Unicef cita “muita preocupação” com impacto de novo terramoto no Nepal

Ouvir /

Sismo de magnitude 7,3 na escala de Richter ocorreu perto do Monte Everest, mas foi sentido em Katmandu e em países vizinhos; agências de notícias falam de mais de 35 mortos e mais de 1 mil feridos.

Famílias no Nepal após o terramoto que devastou o país em abril. Foto: Unicef/NYHQ2015–1074/Chen (arquivo)

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, destaca “muita preocupação” com o impacto sobre as crianças do Nepal, com o novo terramoto desta terça-feira. O sismo de 7,3 graus na escala de Richter ocorreu próximo da cidade de Namche Bazaar, uma área que está perto do Monte Everest.

O Unicef disse que os seus funcionários locais estavam em atividade quando se deu o sismo, que agências de notícias revelam ter causado mais de 35 mortes e deixado 1 mil feridos.

Debaixo das Mesas

O tremor foi sentido na capital, Katmandu, como relatou à Rádio ONU a Oficial de Comunicação do Unicef Mariana Palavra.

“Sentiu-se muito. Sentiu-se muito da mesma forma que se sentiu há duas semanas. Pelo epicentro estar mais afastado de nós, de Katmandu, terá sido porque se escapou muitos edifícios que se mantêm ainda em pé. Mas sentiu-se imenso. Houve um medo, as pessoas gritaram, rezaram e imediatamente colocamo-nos todos e tentamo-nos proteger, nos colocando debaixo das mesas. E foi longo, muito longo, foi somente um minuto mas parecia uma eternidade.”

Além da capital, o impacto do terramoto também foi sentido no norte da Índia e no Bangladesh.

O Unicef disse que cerca de 1,7 milhões de menores carecem urgentemente de ajuda de parceiros humanitários após o terremoto de 25 de abril.

Desafios

Mariana Palavra disse que o novo tremor cria mais um desafio para se saber o real impacto do sismo anterior, que matou mais de 8 mil pessoas.

“As piores notícias chegam de um distrito numa zona mais distante e de difícil acesso, que é precisamente um dos que tinham sido mais fustigados pelo terramoto de há duas semanas. Quando digo que temos dificuldade de perceber a gravidade da situação é porque é verdade que há muitas equipas que têm estado a trabalhar nesse distrito. Neste momento, estamos com dificuldades em contactar as equipas que estão nas zonas supostamente mais afetadas. Acho que é isso que está a dificultar a resposta e sobretudo a dificultar uma avaliação rigorosa do que esta réplica de 7,3 provocou desta vez. ”

O Unicef disse que no terreno as necessidades incluem água limpa, abrigo e saneamento. Daí o seu trabalho contra o relógio para obter ajuda para salvar vidas de crianças.

No local é distribuído auxílios diversos, como tendas, água potável, kits de higiene, material médico e aconselhamento essencial dado para ajudar as crianças.

Com equipas em todos os distritos afetados, o foco da agência é no impacto do novo sismo sobre os menores, tanto em termos das suas necessidades humanitárias imediatas como em termos emocionais do novo choque.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Entrevista: Novo terremoto atinge o Nepal

Nepal: ONU fala de corrida contra o tempo para assistir sobreviventes

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031