TPI marca julgamento de antigo presidente marfinense para novembro

Ouvir /

Nota do órgão revela que provas da acusação de Laurent Gagbo somente serão apresentadas em janeiro de 2016; processo do ex-líder envolve também o antigo chefe dos Jovens Patriotas, Charles Blé Goudé.

Laurent Gbagbo. Foto: ONU/ICC/AP Pool/Peter Dejong

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Tribunal Penal Internacional, TPI, vai começar a julgar o antigo presidente marfinense Laurent Gbagbo e o que se alega ter sido o seu aliado, Charles Blé Goudé, a 10 de novembro.

Em nota, o órgão sedeado em Haia informa que na sessão devem ser ouvidas as partes envolvidas no caso e os participantes. A apresentação das provas da acusação está prevista para uma data a ser confirmada de janeiro de 2016.

Crimes

Gbagbo foi entregue ao TPI em finais de novembro de 2011, após ter sido acusado de cometer crimes contra a humanidade durante a violência pré-eleitoral de 2011 na Cote d'Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim.

Os delitos incluem assassinato, atos desumanos, tentativa de assassinato e perseguição. Ele nega todas as denúncias.

Atos Violentos

As mesmas acusações foram imputadas a Goudé, de 43 anos. Ele dirigiu o grupo Jovens Patriotas, que é acusado de envolvimento em atos violentos contra o antigo rival de Gbagbo e atual presidente, Alassane Ouattara, e seus apoiantes.

Há dois meses, o TPI decidiu que o julgamento de ambos seria conjunto para garantir um processo eficaz e célere.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia Mais:

TPI vai realizar julgamento conjunto de Laurent Gbagbo e líder simpatizante

Conselho de Segurança alarga mandato da missão em Cote d’Ivoire

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031