Secretário-geral pede proteção de minorias no Paquistão após novo ataque

Ouvir /

Pelo menos 45 pessoas da comunidade ismailita foram mortas em atentado contra ônibus em Karachi; Ban Ki-moon condena "ataque terrorista" e pede ao governo medidas para proteger minorias religiosas.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Rick Bajornas

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU condena nos termos mais fortes o ataque terrorista ocorrido esta quarta-feira contra um ônibus em Karachi, no Paquistão. A ação matou pelo menos 45 integrantes da comunidade ismailita, uma minoria xiita, e feriu várias outras pessoas.

Numa nota divulgada por seu porta-voz, Ban Ki-moon pede ao governo do país que tome todas as medidas necessárias para levar os autores do ataque à justiça. Nas palavras de Ban, o ato foi "desprezível".

Obrigações

O chefe da ONU nota que uma série de ataques contra minorias xiitas e cristãs vem ocorrendo no Paquistão. Por isso ele espera que as autoridades do país criem medidas de proteção às minorias religiosas.

Ban lembra que criar um clima de tolerância, respeito e entendimento irá contribuir para alcançar o objetivo. O secretário-geral destaca que o Paquistão é "um integrante responsável da comunidade internacional e deve cumprir suas obrigações e compromissos em prol da proteção de todos os seus cidadãos".

Leia Mais:

Nações Unidas ressaltam papel dos jovens no combate ao extremismo

Paquistão: especialistas da ONU saúdam decisão sobre pena de morte 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031