PMA ajuda milhares de iraquianos fugindo de Ramadi, na província de Anbar

Ouvir /

Segundo representante da agência da ONU no Iraque, a maioria das famílias fugindo da violência no local "está sem comida, água e abrigo e não tem pra onde ir".

Criança iraquiana. Foto: Ocha/Iason Athanasiadis (arquivo)

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, está acelerando a assistência alimentar à província de Anbar, no Iraque. Dezenas de milhares de pessoas continuam fugindo de intensos combates no distrito de Ramadi.

Cerca de 25 mil pessoas receberam ajuda de alimentos na quinta-feira em Habbaniya, cidade perto de Bagdá. Suprimentos para outros 15 mil deslocados estavam a caminho de Amiriyat Al Fallujah.

Emergência

Na última semana, o PMA e seus parceiros forneceram suprimentos de emergência para mais de 45 mil pessoas por toda a área atingida.

Segundo a representante da agência da ONU no Iraque, "a maioria das famílias fugindo da violência em Ramadi está sem comida, água e abrigo e não tem pra onde ir".

Jane Pearce afirmou que a agência está fornecendo alimentos. No entanto, ela disse que é preciso fazer mais, já que essas pessoas dependem "quase que inteiramente da assistência humanitária".

Rápida Resposta

Ela pediu uma rápida resposta da comunidade internacional. Desde o início da crise em Ramadi, o PMA e seus parceiros já distribuíram ajuda a mais de 208 mil pessoas.

No ano passado, o PMA levou ajuda a 1,8 milhão de pessoas deslocadas e atingidas pelo conflito em 18 províncias no Iraque. A meta da agência é fornecer assistência mensal a aproximadamente o mesmo número de pessoas este ano.

Financiamento

O programa precisa de US$ 108 milhões para continuar suas operações no Iraque até outubro deste ano. A agência alerta que se não receber novas contribuições, vai ficar sem dinheiro e alimentos para seu programa de cupons em áreas onde há mercados funcionando.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, afirmou que o número de deslocados internos por causa da violência em Ramadi chegou a 40,6 mil neste mês. Em abril, as agências da ONU calculam que 130 mil pessoas tenham fugido da cidade.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia Mais:

Violência em Ramadi já causou a fuga de 40,6 mil pessoas da cidade

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031