ONU preocupada com situação desesperadora de iraquianos fugindo de Ramadi

Ouvir /

Cerca de 85 mil pessoas saíram da cidade desde eclosão dos combates em meados de maio; Acnur afirma que "jornadas que normalmente durariam poucas horas estão levando dias".

Segundo o Acnur, civis deslocados ainda enfrentam "graves obstáculos" em diversos pontos de inspeção na saída de Anbar para outras províncias. Foto: Acnur/G. Ohara

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Cerca de 85 mil iraquianos fugiram dos combates na cidade de Ramadi, disse esta sexta-feira o  porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur.

Falando em Genebra, William Spindler afirmou que "com milhares de pessoas se locomovendo e a competição por transporte, jornadas que normalmente durariam poucas horas estão levando dias".

Campos de Deslocados

Mesmo quando chegam a um campo de deslocados, as "condições são difíceis, com temperaturas chegando a 47 graus Celsius, segundo oAcnur. A agência está distribuindo ventiladores, colchonetes e outros itens para ajudar a reforçar a sombra.

Mais de 180 mil pessoas teriam sido deslocadas da área de Ramadi, na província de Anbar, desde que os conflitos começaram no início de abril. A Organização Internacional para Migrações, OIM, calcula que cerca de 85 mil tenham fugido desde a eclosão de novos combates entre militantes e forças pró-governo.

Obstáculos

De acordo com o Acnur, os civis deslocados ainda enfrentam "graves obstáculos" em diversos pontos de inspeção na saída de Anbar para outras províncias. As  autoridades locais estão impondo restrições.

O Acnur apelou às autoridades que abordem este problema e, de forma mais geral, garantam liberdade de movimento e rápido acesso à segurança a todos os iraquianos deslocados.

Calor

A agência da ONU destacou que está forcecendo abrigo para os deslocados, que seria uma das principais necessidades para milhares de pessoas que passam longos períodos no calor.

Spindler disse que as Nações Unidas defendem o respeito aos direitos humanos fundamentais de liberdade de movimento e acesso à segurança para todos os iraquianos que estão fugindo.

O Acnur destaca ainda que "ser capaz de chegar a um local de segurança faz a diferença entre vida e morte para pessoas desesperadas que estão se deslocando".

Leia Mais:

PMA ajuda milhares de iraquianos fugindo de Ramadi, na província de Anbar

ONU afirma que 8,2 milhões precisam de ajuda humanitária no Iraque

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031