Missão da ONU no Sudão do Sul recebeu mais de 500 deslocados internos

Ouvir /

Desde domingo, centenas de civis buscaram abrigo junto à Unmiss em Bentiu, no Estado da Unidade; muitos chegaram de áreas onde há confrontos entre o Exército de Libertação do Povo do Sudão e forças da oposição.

O total de civis que estão abrigados nas instalações da Unmiss em Bentiu chega a 53 mil. Foto: Unmiss/JC McIlwaine (arquivo)

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, Unmiss, confirma que mais de 500 pessoas buscaram abrigo em sua base em Bentiu, no Estado da Unidade, desde o último domingo, 3 de maio.

Muitos desses deslocados internos saíram das regiões de Guit e Nhialdiu, onde estão a haver relatos de intensos confrontos entre tropas do Exército de Libertação do Povo do Sudão, Spla, e forças da oposição.

Violência

Com o mais recente fluxo de deslocados, já chegam a 53 mil o total de civis que estão abrigados nas instalações da Unmiss em Bentiu. A Missão da ONU declarou esta quinta-feira estar ciente de relatos a confirmar que as forças da Spla teriam assumido o controlo do território em Nhialdiu e Guit, duas áreas que estavam a ser dominadas pelas forças da oposição já há algum tempo.

Entretanto, a Unmiss não teve como confirmar esses relatos, mas informa que suas patrulhas em Bentiu continuam a enfrentar restrição de movimento, o que impede a vigiláncia adequada fora dos sítios de proteção da missão no Sudão do Sul.

Sudão

Já no país vizinho, o Sudão, o Escritório da ONU para Coordenação de Assuntos Humanitárias, Ocha, está preocupado com o início da época fraca de colheitas, prevista para junho.

Com isso, é possível que aumente o número de pessoas a enfrentar insegurança alimentar. Atualmente, são 3,5 milhões na condição, mas o total pode passar para 4 milhões.

A maioria das pessoas afectadas pela insegurança alimentar estão em Darfur, onde 70% dos habitantes estão nessa situação. As Nações Unidas continuam a pedir a todos os lados em conflito no Sudão para respeitar suas obrigações de acordo com a lei humanitária internacional e garantir segurança e acesso para que as agências possam levar ajuda à população.

Leia Mais:

Deslocados internos devido a conflitos chegam a 38 milhões no mundo

Sudão do Sul e RD Congo entre os países com maior número de desalojados

Casos de sarampo são quatro vezes maiores do em anos anteriores no Sudão

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031