Unodc quer migrantes protegidos após “morte de 400″ no Mediterrâneo

Ouvir /

Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime quer combate às redes de contrabandistas com reforço da cooperação; agências de notícias informaram que mais de 140 pessoas foram resgatadas desde segunda-feira pela Itália após incidente ao largo da costa líbia.

Mais de 8 mil migrantes teriam sido resgatados desde sexta-feira. Foto: OIM

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O diretor executivo do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, disse estar “triste e horrorizado” com os relatos de afogamento de centenas de migrantes ao largo da costa líbia.

Yuri Fedotov falava à Rádio ONU, esta quarta-feira, em Doha, onde decorre o Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Penal.

Guarda Costeira

Segundo agências de notícias, cerca de 400 migrantes teriam morrido na área do mar Mediterrâneo, depois de ter virado o barco em que seguiam. As agências informaram que a guarda costeira italiana confrmou o salvamento de 144 pessoas na segunda-feira. Unidades de salvamento, aéreas e marítimas, estariam a operar na área.

Fedotov disse que o contrabando de migrantes explora cruelmente o seu desespero e dá altos lucros às redes criminosas.

Como acrescentou, “uma pessoa do outro lado do Mediterrâneo pode ter recebido mais de US$ 1,5 milhão na sua conta bancária” com a operação de contrabando.

Mulheres e Crianças

Para o responsável, o tipo de crime precisa ser abordado. Ele destacou a necessidade de proteger os direitos dos migrantes e apoiá-los além de dar auxílio às mulheres e crianças, incluindo os menores desacompanhados.

Fedotov também apontou a necessidade de enfrentar os criminosos e acabar com sua rede através do reforço da cooperação entre as nações, as organizações intergovernamentais e a sociedade civil.

Ele disse ainda que soluções estão contidas na Convenção da ONU sobre Crime Organizado Transnacional e no seu Protocolo o Tráfico Ilícito de Migrantes por Terra, Mar e Ar. No entanto, ressaltou a necessidade de implementar esses documentos.

De acordo com as agências de notícias, espera-se que centenas de migrantes resgatados em barcos no Mediterrâneo ainda cheguem à ilha da Sicília. Desde a sexta-feira, mais de 8 mil migrantes teriam sido resgatados.

*Com reportagem de Reem Abaza, em Doha.

Leia Mais:

OIM saúda resgate no mar de 2,8 mil migrantes pela Itália

Mais de 600 menores desacompanhados entre migrantes que chegaram à Itália

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031