Trovoada pede que Bissau defina passos a seguir após reunião com dadores

Ouvir /

Representante do secretário-geral pede comunidade internacional que cumpra rapidamente as promessas após Mesa Redonda de Bruxelas;  chefe da Uniogbis realça confiança nas autoridades democraticamente instituídas

Miguel Trovoada. Foto: Rádio ONU

Amatijane Candé, da Rádio ONU em Bissau.

O chefe do Escritório Integrado das Nações Unidas para Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Uniogbis, pediu ao governo que defina as prioridades imediatas para implementar resultados da Mesa Redonda de Bruxelas.

Em entrevista à Rádio ONU, em Bissau, Miguel Trovoada disse que a ideia é que tais ações sejam acompanhadas e apoiadas pelo Sistema das Nações Unidas em coordenação com outros parceiros de cooperação.

Desafios

Trovoada disse que os resultados do encontro com doadores mostram não só a confiança internacional nas autoridades democraticamente instituídas na Guiné-Bissau, mas a aposta em apoiar o país a lidar com os desafios. Cerca de € 1,3 milhão foram mobilizados no encontro de final de março.

"Esperamos que o governo se sinta suficientemente reconfortado para prosseguir com as reformas que são fundamentais para a criação do novo quadro de promoção de ações de desenvolvimento económico e do progresso social. Estamos disponíveis para continuar a apoiar o governo no quadro do mandato que nos é incumbido pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas."

Expectativas

Trovoada disse esperar que as promessas sejam rapidamente cumpridas, para dotar o governo de meios que o permitam implementar o programa de governação com vista a criar condições para estabelecer e consolidar a paz.

A mobilização da sociedade guineense em torno da Mesa Redonda e a presença do presidente da Guiné-Bissau no ato são para o representante especial do secretário-geral da ONU uma manifestação de grande coesão nacional e “sinal inequívoco de estabilidade politica no país”.

"Quero realçar a presença da sua excelência o Presidente da República em Bruxelas dia 25 de março que manifestou o seu apoio claro e inequívoco ao governo nesta ação onde fez uma comunicação extremamente importante e mobilizadora."

Há uma semana, o governo guineense assinou um acordo de financiamento de US$ 19 milhões com o Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola, de acordo com uma nota de imprensa do Gabinete de comunicação do primeiro-ministro.

O chefe do Gabinete da ONU para a Consolidação da paz na Guiné-Bissau ressaltou a participação da comunidade internacional que qualificou de maciça, ao realçar o “caráter forte e convicto das mensagens veiculadas pelas instituições, países e organizações participantes”.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031