Onusida apoia programas sobre educação sexual nos media em África

Ouvir /

Campanha de rádio e televisão envolve jovens das regiões oriental e austral do continente; doenças relacionadas à sida ainda são a principal causa de mortes entre adolescentes; série também será transmitida em Moçambique.

A série foi estreada na Zâmbia em finais de fevereiro. Foto: Unaids

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Uma série de emissões educativas de rádio e televisão foi lançada na África Austral e Oriental. O objetivo é oferecer educação sexual a jovens, além de abrir espaço para discutir questões relacionadas à sexualidade.

A iniciativa tem o apoio do Programa da ONU sobre o HIV/Sida, Onusida, da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, e da ONG Safaids. Nessas regiões, a prevalência do HIV é considerada alta.

Informação

Segundo o Onusida, jovens nas regiões austral e oriental do continente, como muitos pelo mundo, várias vezes recebem informações contraditórias e imprecisas sobre sexo.

Para a agência, entre outras essa pode ser uma das razões que levem a decisões mal informadas sobre como proteger-se do HIV. A iniciativa dos programas educacionais foi lançada para abordar esta questão.

Adolescentes, Meninas e Mulheres

De acordo com o programa da ONU, em toda a África, doenças relacionadas à sida ainda são a principal causa de mortes entre adolescentes. Meninas e jovens mulheres são especialmente vulneráveis a novas infeções por HIV.

A série foi estreada na Zâmbia em finais de fevereiro. A expectativa é de que seja transmitida em cinco outros países ainda este ano: Moçambique, Malaui, Namíbia, Sudão do Sul e Tanzânia.

As emissões são transmitidas na maior rede zambiana de rádio e televisão com uma audiência diária de mais de 4 milhões de pessoas apenas na TV. Os programas são traduzidos para diversas línguas locais.

Debate

Os convidados para o programa incluem jovens, professores, autoridades de governo, legisladores e representantes da sociedade civil.

Entre os tópicos discutidos no ar estão amor, relacionamentos, autoestima, direitos dos adolescentes, pressão dos colegas e conceitos equivocados.

Um dos episódios dedicou-se à melhoria da comunicação entre jovens e os adultos importantes em suas vidas. Segundo a Onusida, as "discussões francas e abertas da série já estão a gerar debate".

Os parceiros esperam que até o fim das transmissões do programa na Zâmbia, em junho, tais discussões tenham ajudado a derrubar barreiras de comunicação e no acesso à informação correta. Desse modo, os jovens teriam maior capacidade de tomar decisões informadas para um futuro melhor e mais saudável.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

Leia Mais: 

Onusida aplaude grupo antigos líderes africanos que combatem o HIV

Ministros africanos querem mais financiamento para o fim da Sida até 2030

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031