ONU precisa de US$ 274 milhões para fornecer ajuda urgente ao Iémen

Ouvir /

Escritório de Assistência Humanitária quer apoiar a 7,5 milhões de pessoas nos próximos três meses; conflito fez subir preço de alimentos para mais de 40% em algumas regiões do país.

Refugiados iemnitas. Foto: Acnur/J. Cyriaque Grahouan

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e os seus parceiros fizeram um pedido de US$ 274 milhões para fornecer ajuda humanitária urgente ao Iémen.

A expectativa do Escritório para Assistência Humanitária, Ocha, é que o valor responda às necessidades indispensáveis e de proteção de 7,5 milhões de afetados pela escalada da crise.

Conflito

Falando na capital da Jordânia, Amã, o coordenador humanitário da ONU para o Iémen disse que o conflito arrasador juntou-se a uma “crise já existente e que já foi uma das maiores e mais complexas do mundo”.

Johannes Van Der Klaauw declarou que depois de terem abandonado as suas casas, famílias comuns lutam para ter acesso a cuidados de saúde, água, comida e combustível que são essenciais para sobreviver.

Desde março, 731 pessoas morreram devido aos confrontos que fizeram pelo menos 150 mil deslocados. Os combates que envolvem o exército, os rebeldes Houthis e outros grupos armados incluem ações de uma coligação de países.

Combustíveis

Cerca de 12 milhões de iemenitas enfrentam a insegurança alimentar e o preço dos alimentos subiu mais de 40% em certas áreas do país. O Ocha destaca ainda que os preços dos combustíveis aumentaram 400%.

Neste momento, o conflito afeta 18 das 22 províncias e no sul continua a intensificar-se, especialmente na cidade de Áden, onde combates generalizados ocorrem em bairros residenciais.

Direitos Humanos

Em todo o Iémen, hospitais, escolas, aeroportos e mesquitas foram danificados ou destruídos e surgem “inúmeros relatos de graves violações dos direitos humanos e do Direito Internacional Humanitário”.

Durante o próximo trimestre, espera-se aplicar o valor do apelo em suprimentos médicos, água potável, proteção física dos civis, assistência alimentar, abrigos de emergência e apoio logístico.

Corredores Humanitários

Falando esta quinta-feira, em Washington, o secretário-geral da ONU disse que mesmo antes da última escalada de violência dois em cada três iemenitas dependia de ajuda humanitária.

Horas antes do lançamento do apelo, Ban Ki-moon afirmou que os níveis de insegurança alimentar no país da Ásia do sul são maiores do que áreas mais pobres de África.

Ban pediu um cessar-fogo imediato às partes, ao realçar a necessidade de apoiar corredores para a ajuda essencial e uma transição para uma paz real.

Leia Mais:

Milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar no Iêmen

ONU calcula que mais de 120 mil pessoas tenham sido deslocadas no Iémen

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031