No Panamá, Ban pede a países que busquem prosperidade com igualdade

Ouvir /

Secretário-geral discursou na 7ª Cúpula das Américas; chefe da ONU elogiou presidentes de Cuba e dos Estados Unidos, Barack Obama, por iniciar normalização das relações bilaterais.

Secretário-geral Ban Ki-moon discursa na 7ª Cúpula das Américas, no Panamá. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Em discurso na 7ª Cúpula das Américas, no Panamá, o secretário-geral da ONU elogiou o compromisso do hemisfério com paz, democracia, direitos humanos e desenvolvimento sustentável.

Ban Ki-moon apelou aos líderes que continuem a buscar um futuro de prosperidade com igualdade, onde ninguém seja deixado para trás.

Cuba e Estados Unidos

O chefe da ONU destacou que pela primeira vez, todos os 35 Estados-membros das Américas estão participando do encontro.

Ban chamou a presença do presidente de Cuba, Raul Castro, de concretização de um "objetivo longamente expressado por muitos". Ele elogiou tanto o líder cubano como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, por iniciar uma normalização das relações bilaterais.

Segundo Ban, isto estaria em conformidade com meta da Carta da ONU de promover boas relações entre países vizinhos e com pedidos de grande parte dos Estados-membros das Nações Unidas por muitos anos.

O secretário-geral também elogiou a Colômbia por sua participação em negociações de paz que estão ocorrendo em Havana. Ele expressou esperança de que a região continue usando o diálogo para abordar diferenças, tanto entre países como dentro dos Estados.

Mulheres

O chefe da ONU saudou avanços feitos na participação de mulheres na liderança política e afirmou que prosperidade e igualdade só são possíveis quando todas as pessoas são envolvidas.

Ao mesmo tempo em que as Américas têm o maior número de mulheres chefes de Estado ou governo e a maior porcentagem de mulheres no parlamento, mais avanços seriam necessários, especialmente para acabar com a violência de gênero.

Ban falou ainda que também é preciso fazer mais "para garantir a inclusão efetiva de grupos que têm sido historicamente marginalizados, como povos indígenas e afrodescendentes".

O secretário-geral também abordou temas como jovens, violência e tráfico de drogas, entre outros.

Desenvolvimento Sustentável

O chefe da ONU declarou também que grande parte das Américas fez progresso impressionante no combate à pobreza e elogiou a contribuição dos países na definição da agenda pós-2015 de desenvolvimento sustentável.

Segundo Ban, as Américas têm estado na "vanguarda" de assuntos importantes como as mudanças climáticas.

Leia Mais:

Ban afirmou que nova agenda de desenvolvimento precisa de recursos

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031