Nações Unidas liberam US$ 15 milhões para ajuda humanitária ao Nepal

Ouvir /

Verba é do Fundo Central de Resposta a Emergências; subsecretária-geral fala em "corrida contra o tempo" no país; Unesco avalia destruição de monumentos do patrimônio cultural no Vale de Katmandu.

Destruição na capital Katmandu. Foto: Pnud Nepal/Laxmi Prasad Ngakhusi

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas calculam que 8 milhões de pessoas de 39 distritos foram afetadas pelo terremoto de sábado no Nepal. Nesta terça-feira, a subsecretária-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Valerie Amos, anunciou o envio de US$ 15 milhões para as operações humanitárias no país.

O dinheiro vem do Fundo Central de Resposta a Emergências da ONU, Cerf, com a meta de fornecer assistência imediata a pessoas que estão "desesperadas" por ajuda. A prioridade é garantir abrigo, água e cuidados de saúde aos feridos.

Comida

Segundo Valerie Amos, as agências humanitárias estão "correndo contra o tempo" para atender as comunidades afetadas no Nepal. O Programa Mundial de Alimentos, PMA, montou uma operação de emergência para ajudar os sobreviventes.

Caminhões com comida circulam pelo distrito de Gorkha, uma das áreas mais atingidas pelo sismo. Mas a agência da ONU destaca que deslizamentos de terra e rodovias precárias dificultam a operação.

O PMA planeja fornecer alimentos para 1,4 milhão de pessoas nos próximos três meses. A distribuição de arroz deve começar na quarta-feira e biscoitos com alto teor energético estão sendo transportados de avião a partir de Bangladesh e do Dubai.

Patrimônio Cultural

Um helicóptero do PMA também levará comida às vilas mais remotas do Nepal. Um avião da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, deixa Dubai esta terça-feira, a caminho da capital Katmandu, com milhares de lonas de plástico e de lanternas solares que serão distribuídas a 30 mil sobreviventes.

A destruição ao patrimônio cultural nepalês está sendo avaliada pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco. A agência destaca que monumentos e locais que pertencem ao Patrimônio Mundial do Vale do Katmandu foram severamente atingidos pelo sismo.

Missão

Segundo a Unesco, as construções da Praça Durbar, em Katmandu, foram destruídas quase que por completo. O patrimônio natural do Nepal, em especial o Parque Nacional de Sagarmatha, onde está o Monte Everest, também foi muito afetado pelo terremoto.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, afirmou esta terça-feira que a agência está fornecendo "apoio ao Nepal neste momento difícil, inclusive para a proteção do patrimônio do país".

A Unesco deve enviar ao país uma missão de especialistas internacionais para fazer uma profunda avaliação dos danos ao patrimônio e para aconselhar as autoridades sobre a recuperação e conservação dos locais.

*Para fazer uma doação às agências da ONU atuando no Nepal, clique aqui.

Leia Mais:

OMS precisa com urgência de US$ 5 milhões para ajudar feridos no Nepal

Nepal: ONU promete apoio nas “próximas semanas e meses” após terramoto

ONU ajuda na resposta após sismo no Nepal 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031