Fundo Voluntário da ONU prevê ajudar 57 mil vítimas de tortura

Ouvir /

Planejamento para 2015 inclui serviços para pessoas de 81 países, como a Síria; vítimas cujos direitos foram "severamente violados" recebem tratamento médico, psicológico e assistência legal e social.

Meninos iraquianos vítimas do conflito no país. Foto: Acnur/D. Nahr

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo Voluntário da ONU para Vítimas de Tortura planeja ajudar neste ano, 57 mil pessoas em 81 países, incluindo Síria, Iraque, Ucrânia, República Centro-Africana e Senegal.

São crianças e adultos que sofreram violência sexual durante conflitos armados, vítimas de desaparecimentos forçados e pessoas torturadas em centros de detenção.

Orçamento

Segundo as Nações Unidas, requerentes de asilo, migrantes sem documentos e defensores dos direitos humanos também são beneficiados pelo Fundo Voluntário.

A iniciativa é administrada pelo Escritório de Direitos Humanos da ONU e a verba para 2015 é de mais de US$ 7,2 milhões. O dinheiro é utilizado em projetos de organizações parceiras que fornecem assistência médica, psicológica, legal e social para as vítimas de tortura e pessoas que tiveram seus direitos "severamente violados".

"Onda" de Vítimas

Uma reunião esta quinta-feira na sede da ONU em Genebra debateu a importância do Fundo Voluntário. Especialistas em direitos humanos chamaram a atenção para "a onda de vítimas" criada pelo conflito sírio e pela escalada dos extremistas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

O médico Ahmed Amin ajuda as vítimas de tortura no Iraque há mais de 10 anos, mas ele explicou à Rádio ONU que tem aumentado o número de pacientes da Síria.

Traumas

Ahmed Amin relatou que os refugiados sírios sofrem traumas, tortura e nos últimos meses, com os ataques do Isil no Iraque, sua equipe tem lidado com um grande número de sobreviventes de tortura, gerando uma situação de emergência.

O centro criado pelo médico é o único especializado na região e com o aumento dos pacientes, Amin e sua equipe precisaram criar sessões de terapia em grupo. O dinheiro para os trabalhos vem do Fundo da ONU.

As contribuições financeiras são voluntárias e a maior parte das doações é feita pelos países que integram a ONU. No ano passado, apenas 22 doadores contribuíram com US$ 9,3 milhões, menos do que a meta anual de US$ 12 milhões.

O Fundo Voluntário da ONU para Vítimas de Tortura foi criado pela Assembleia Geral em 1981 e já beneficiou 600 organizações parceiras.

*Com reportagem de Daniel Johnson, da Rádio ONU em Genebra.

Leia Mais:

Cerca de 230 milhões de crianças vivem em países e áreas de conflito armado

ONU: abusos dos direitos humanos no Iraque são generalizados e severos

Estudo da ONU relata uso das redes sociais para intimidar ativistas na Líbia

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031