Especialista da ONU pede ação política contra discriminação ao povo Roma

Ouvir /

Relatora especial sobre questões das minorias pediu que direitos dos ciganos sejam colocados no centro das políticas de inclusão em todos os países; Dia Internacional do Povo Roma é celebrado nesta quarta-feira.

Acampamento de povo Roma em Moldova. Foto: Escritório de Direitos Humanos da ONU/Claude Cahn

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A relatora especial da ONU sobre questões das minorias pediu um compromisso político forte e tangível para combater a discriminação contínua contra os povos Roma, como são conhecidos os ciganos.

Nesta quarta-feira, Dia Internacional do Povo Roma, Rita Izsak, fez um apelo ao mundo que coloque os direitos humanos dessa população, incluindo direitos das minorias, no centro das políticas de inclusão de todos os Estados.

Racismo

Segundo a especialista, "discriminação e racismo contra os Roma vêm em diferentes formas", a mencionar "indiferença silenciosa, discurso de ódio e violência a indivíduos e comunidades inteiras".

Ela afirmou ainda que "populismo e extremismo crescentes" em muitos países com populações Roma significativas aprofundaram divisões sociais, a causar mais estigmatização dessas comunidades. Para a relatora, isso causou o ressurgimento de mitos "inaceitáveis" sobre a criminalidade, indignidade e inferioridade dos Roma.

Estereótipo

Rita Izsak declarou que já é tempo para as sociedades pararem de tolerar o discurso público que perpetua visões "estereotipadas, racistas ou discriminatórias" sobre os ciganos.

A relatora especial vai apresentar um relatório sobre a situação de direitos humanos dos povos Roma e das hostilidades contra eles ao Conselho de Direitos Humanos da ONU em junho.

Media

A especialista também destacou o papel dos media que, segundo ela, "deve garantir o retrato objetivo desta população, dar espaço para sua autorrepresentação e evitar cobertura sensacionalista".

A relatora defendeu metas específicas para essas comunidades, assim como a proteção e promoção de suas identidade, língua e culturas.

Ela disse ainda permanecer "profundamente alarmada" com a falta de representação dos Roma em entidades de decisão política  nos níveis local, nacional e internacional. A especialista mencionou especificamente as instituições criadas para promover seus direitos.

Leia Mais:

Relatora da ONU pede inclusão total do povo Roma na Europa

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031