Deslocados internos na Ucrânia passam de 1,2 milhão, segundo Ocha

Ouvir /

Escritório da ONU para Coordenação de Assistência Humanitária destaca que civis continuam com dificuldades para obter comida, especialmente em áreas não-controladas pelo governo; quase 780 mil ucranianos fugiram para nações vizinhas.

População deslocada na Ucrânia. Foto: Ocha

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório da ONU para Coordenação de Assistência Humanitária, Ocha, acredita que o número de pessoas deslocadas dentro da Ucrânia ultrapassa 1,2 milhão.

As agências humanitárias da ONU destacam que a falta de acesso à comida aumentou muito no país desde outubro, principalmente para as pessoas vivendo em áreas que não são controladas pelo governo.

Saúde

O preço dos alimentos subiu de forma rápida, enquanto o consumo de comida diminuiu. A falta de uma dieta de qualidade é um dos impactos na vida das famílias ucranianas deslocadas nas províncias do leste.

A ONU e agências parceiras estão preocupadas com a restrição do acesso a serviços sociais nas zonas afetadas pelo conflito, incluindo fundos de pensão e salários.

Uma missão do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, em Donetsk, descobriu que alguns professores não recebem salário há três meses. Muitos ucranianos também fugiram do país e pelo menos 778 mil buscaram abrigo em nações vizinhas, segundo a agência da ONU para Refugiados, Acnur.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031