Ban diz que "operações humanitárias salvam vidas diariamente" no mundo

Secretário-geral afirmou que somente a ONU alimenta 90 milhões de pessoas todos os anos; segundo ele, a organização vacina 58% das crianças, com isso, 3 milhões são salvas anualmente.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Mark Garten

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que as operações humanitárias estão salvando vidas diariamente no mundo inteiro.

Ban fez a declaração esta segunda-feira na abertura da reunião sobre a Conferência Humanitária Mundial, que vai acontecer no ano que vem, na Turquia.

90 milhões

Ele disse que somente a ONU alimenta 90 milhões de pessoas todos os anos e a organização vacina 58% das crianças; com isso, 3 milhões são salvas anualmente.

Além disso, Ban declarou que governos, ONGs e parceiros como a Cruz Vermelha e a Sociedade do Crescente Vermelho ajudam outros milhões.

Mas o chefe da ONU explicou que as operações humanitárias enfrentam "desafios imensos". Ele citou a urbanização, o crescimento da população, degradação ambiental, conflitos e mudança climática.

Ainda na lista estão pobreza, desigualdade e as consequências do subdesenvolvimento.

Desastres Naturais

Ban afirmou que os desastres naturais estão acontecendo com mais frequência, maior duração e causando mais estragos. Ele disse também que em muitas regiões os desastres estão voltando a ocorrer antes mesmo da população ter tido a chance de se recuperar.

O secretário-geral declarou que o número de pessoas que necessitam de ajuda humanitária mais do que dobrou na última década, chegando a 51 milhões.

Os deslocados internos por causa de conflitos estão nessa situação, em média, há 17 anos e milhões de crianças estão fora das escolas, em alguns casos, há vários anos.

Situação Piorando

Ban alertou que a situação está piorando. Até 2050, o chefe da ONU diz que 1 bilhão de pessoas podem ficar deslocadas por causa da mudança climática. Além disso, quase metade da população mundial vai viver em regiões com severa escassez de água.

As perdas econômicas pelos desastres naturais que passam dos US$ 100 milhões atualmente, devem dobrar até 2030.

O secretário-geral explicou que mesmo que todos os conflitos e guerras mundiais acabassem amanhã, as necessidades humanitárias vão continuar e a recuperação pode levar décadas.

Ban afirmou que o mundo tem de agir agora para fortalecer os esforços.

Sistema Global

O chefe da ONU disse que o objetivo da Conferência Humanitária Mundial é criar um sistema global inclusivo, diversificado e verdadeiro.

Segundo ele, essa é uma oportunidade para que a comunidade internacional alinhe as promessas de apoio às comunidades mais vulneráveis.

Ban declarou que é necessário fechar acordos sobre como proteger as pessoas em regiões de conflito e garantir uma ação robusta quando as leis de direitos humanos e humanitárias forem violadas.

O secretário-geral afirmou que a comunidade internacional pode criar um mundo onde o sofrimento humano causado por crises possa ser "vastamente reduzido".

Ele explicou que o mundo tem "a capacidade, as ferramentas, a tecnologia e o material humano" para realizar esse objetivo.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031