Ban diz que mundo precisa de “quadro financeiro previsível e eficaz”

Ouvir /

Secretário-geral falava numa consulta informal com representantes do setor privado; evento prepara a Conferência sobre Financiamento e Desenvolvimento a decorrer em Adis Abeba em junho; sociedade civil é ouvida nesta quinta-feira.

Ban Ki-moon Foto: ONU/JM.Ferré

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas disse esta quarta-feira que o mundo precisa de um “quadro financeiro previsível e eficaz”, para fazer face a novos desafios.

Ban Ki-moon falava a representantes do setor privado de vários países em Nova Iorque, numa reunião que prepara a Terceira Conferência Internacional sobre Financiamento para o Desenvolvimento. O evento vai decorrer em meados de julho na capital etíope, Adis Abeba.

Desigualdades

De acordo com o chefe da ONU, a crise global expôs riscos e destacou vulnerabilidades do sistema financeiro internacional. Ban sublinhou ainda que as desigualdades têm vindo a aumentar em muitos países.

O responsável citou ainda desafios ambientais como as alterações climáticas, a perda da biodiversidade e as catástrofes naturais, que segundo ele “tornaram-se insustentáveis”.

A crise do ébola foi um dos exemplos de choques mencionados pelo secretário-geral, ao defender que estes são caros e que ameaçam desfazer tudo o que foi alcançado.

Recursos

Ban afirmou que além do setor privado, fontes de financiamento do setor público a nível nacional e internacional serão vitais na mobilização de recursos.  Mas lembrou que, em muitos países, tentativas para obter fundos públicos através de impostos continuam difíceis devido a lacunas como a evasão fiscal e a sonegação de impostos.

O chefe da ONU disse que o investimento privado e do setor empresarial também têm papéis importantes para o financiamento. Mas lembrou que vários fluxos de capitais privados internacionais são voláteis e insuficientes para financiar o desenvolvimento sustentável, especialmente em países mais necessitados.

Sentido de Propósito

O evento desta quarta-feira marcou o início das audições. Na quinta-feira será a vez da sociedade civil, na série de encontros que Ban considerou um importante elemento na preparação da reunião global.

Sobre a conferência de Adis Abeba,  o secretário-geral disse que os países, a ONU, as empresas, a sociedade civil e milhões de pessoas estão a unir-se com criatividade e um senso de propósito comum para criar as bases para a agenda de desenvolvimento pós-2015.

Leia Mais:

Ban diz que redução do risco de desastres deve fazer parte da agenda pós-2015

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031