Ban disse que Mediterrâneo virou "mar de lágrimas e miséria"

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração durante visita ao navio da marinha italiana San Giusto; embarcação faz parte da operação para salvar migrantes que arriscam suas vidas na travessia entre o Oriente Médio ou África para a Europa.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Mark Garten

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou esta segunda-feira que o Mediterrâneo se transformou num "mar de lágrimas e miséria".

Ban fez a declaração durante visita ao navio da marinha italiana, San Giusto. Ele disse que o Mediterrâneo sempre foi conhecido por ser um mar pacífico e tranquilo, mas que a situação mudou, recentemente, devido a instabilidade política em partes da África, principalmente na região norte.

Futuro Melhor

Ele agradeceu o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, por sua liderança e compaixão, citando que "o país está arcando com o ônus de todos esses desafios".

O chefe da ONU declarou que milhares de pessoas perderam a vida em busca de um futuro melhor. Ele disse que esses migrantes arriscam suas vidas por falta de oportunidades em seus países de origem, em busca da paz e de um futuro melhor.

Ban afirmou que "todos devem cuidar dessas pessoas". Ele reconheceu que esse é um grande desafio para o governo italiano e de uma forma mais ampla, para os governos europeus.

Responsabilidade

O chefe da ONU deixou claro que nenhum país sozinho, como a Itália, pode assumir toda a responsabilidade. Ele saudou a posição da União Europeia em demonstrar solidariedade para lidar com a crise humanitária e fornecer um futuro melhor a muitas pessoas.

Ban disse que esses migrantes são os mais vulneráveis e mais pobres e não têm absolutamente nada.

O secretário-geral afirmou que as agências da ONU estão prontas para ajudar no que for necessário, em particular, o Alto Comissariado para Refugiados.

Em primeiro lugar, Ban declarou que é importante acabar com o tráfico humano. Ele afirmou que a comunidade internacional tem de lidar com essa questão em suas raízes.

Além disso, o chefe da ONU falou que é necessário encontrar uma solução política para os problemas, em particular em relação à Líbia e a toda a instabilidade no norte da África.

Para solucionar essas crises, Ban afirmou que conta a a liderança da União Europeia.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031