Bagdad acolheu 27 mil iraquianos devido ao conflito em duas semanas

Ouvir /

OIM anunciou que grande maioria dos deslocados provém da província de Anbar;  cerca de 2,6 milhões de pessoas deixaram as suas casas em 2015; agências de notícias indicam relatos de valas comuns em Tikrit.

OIM presta assistência aos deslocados. Foto: OIM

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou que 27 mil deslocados internos chegaram à capital do Iraque, Bagdad, por causa do conflito entre 12 e 26 de março.

Cerca de 26 mil são provenientes da província de Anbar, o que corresponde a 48%. A agência disse que presta assistência aos recém-chegados, que se juntaram aos mais de 325 mil iraquianos que fugiram das suas casas para a capital iraquiana.

Edifícios

Entretanto, agências de notícias anunciaram a descoberta do que se suspeita serem valas comuns que teriam sido usadas por milícias extremistas para enterrar centenas de soldados iraquianos.  As mortes teriam ocorrido em junho em Tikrit.

Estima-se que na capital iraquiana, 96% dos deslocados estejam a viver em casas privadas incluindo de aluguer, hotéis e residências de famílias. Cerca de 3% destes estão em abrigos precários com destaque para edifícios públicos e inacabados e 1% vive em acampamentos.

De acordo com a OIM, os artigos de auxílio são compostos por colchões, travesseiros, cobertores, toalhas, aquecedores, fogões, armários e kits de higiene.

Parceiros

O chefe da agência no país disse haver uma necessidade desesperadora de assistência humanitária abrangente. Thomas Weiss disse que a OIM está pronta  para atuar com o governo e parceiros para dar uma resposta conjunta à crise.

Além de prestar assistência humanitária contínua, a agência disse estar pronta para preparar futuros deslocamentos e retornos logo que seja permitido o acesso, recursos e as condições de segurança.

Somente no primeiro trimestre deste ano, estima-se que 2,6 milhões de pessoas tenham fugido das suas casas em todo o país.

Leia Mais:

Quase mil iraquianos mortos em atos de terrorismo e violência em março

Relatório da ONU diz que Isil pode ter cometido genocídio e crimes de guerra

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031