1,8 milhão de crianças preparam-se para voltar às aulas na Serra Leoa

Ouvir /

Segundo o representante do Unicef no país, retorno às escolas marca "grande passo na normalização da vida" na nação africana;  agência da ONU e parceiros estão a trabalhar para garantir que crianças estejam seguras com surto de ébola. 

Crianças em Serra Leoa. Foto: Unicef

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, 1,8 milhão de crianças estão a preparar-se para voltar à escola na Serra Leoa, após um intervalo de oito meses devido ao surto de ébola.

Enquanto isso, a agência da ONU, o governo do país e outros parceiros estão a trabalhar para garantir que as crianças estejam seguras através de treinamento dos professores sobre lavagem de mãos e checagens regulares da temperatura.

Recuperação

Segundo o representante do Unicef na Serra Leoa, Roeland Monasch, a volta às aulas marca "um grande passo na normalização da vida" no país. Ele afirmou ser importante "que todas as crianças frequentem a escola", incluindo aquelas que estavam fora das salas de aula antes do surto de ébola.

Dados de 2013 do relatório sobre o estado da educação no país indicam que 233 mil crianças não estavam a frequentar escolas antes da crise.

Para o representante do Unicef, "educação para todos é parte fundamental do processo de recuperação".

Segurança

Protocolos de segurança semelhantes estão a ser usados na Guiné Conacri e na Libéria, onde as escolas foram reabertas em janeiro e fevereiro, respectivamente.

Na Guiné Conacri, mais de 1,3 milhão de crianças voltaram às escolas e dados preliminares na Libéria indicam que pelo menos 800 mil estudantes voltaram às aulas.

Estes números continuam a subir à medida que mais escolas adotam os protocolos para reabertura em segurança. Ainda há relatos de casos de ébola na Serra Leoa, mas em níveis muitos menores do que os vistos no final de 2014.

Rádio

Para apoiar a volta às aulas, o Unicef organizou o treinamento de 9 mil professores em prevenção ao ébola, segurança e apoio psicossocial. A agência também está a fornecer mais de 24 mil estações para lavagem de mão, o suficiente para três em cada escola.

Além disso, 1,8 milhão de kits escolares serão distribuídos a todos os estudantes. Cerca de 17 mil rádios estão a ser entregues a crianças em comunidades rurais.

Desde outubro de 2014, o Unicef tem apoiado o governo a forcenecer programas educacionais diários de rádio para que as crianças continuassem a aprender em casa durante a crise de ébola.

Leia Mais:

Didier Drogba anuncia participação no Jogo Contra a Pobreza

Unicef diz que cerca de 16 mil crianças perderam responsáveis devido ao ébola

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031