Vanuatu com necessidades urgentes após ciclone, alertam agências

Ouvir /

Avaliação preliminar indica que cerca de 171 mil pessoas foram afetadas; 60 mil crianças precisam urgentemente de apoio; acesso às mais de 80 ilhas dificultado pelas más condições de comunicação.

Foto: Unicef Pacífico

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, anunciou esta terça-feira o início da resposta humanitária para as populações do arquipélago de Vanuatu após a passagem do ciclone Pam. Os danos estão ainda por avaliar, em operações que envolvem o governo e funcionários das Nações Unidas.

Emergência

Numa avaliação preliminar, o Programa Mundial de Alimentação, PMA, aponta para 171 mil afetados, o equivalente a dois terços da população. Assistência de emergência, logística e telecomunicações já foram disponibilizados.

O número de vítimas inclui 38 mil pessoas que se acredita terem sido severamente afetadas por viverem na rota ciclone, que é considerado um dos mais fortes a passar por terra firme.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, disse que mais de 3,3 mil pessoas foram forçadas a abrigar-se em centros de evacuação. Mais de 60 mil crianças precisam urgentemente de apoio. Água potável, artigos de saneamento e saúde estão a ser distribuídos pela agência.

Ventos e Rajadas

Em termos de intensidade, a Organização Meteorológica Mundial, OMM, declarou que o Pam chegou a ser equivalente ao Tufão Haiyan, que passou pelas Filipinas em novembro de 2013. Os ventos foram de 250 km e as rajadas ainda mais intensas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, o Hospital Central Villa, o principal do país, foi danificado e parcialmente inundado. Prevê-se problemas para receber feridos pela limitação de espaço.

Riscos de Saúde

Os centros de saúde e farmácias que já não eram frequentemente acessíveis foram danificados. Os riscos de saúde incluem doenças diarreicas, dengue, gripe e sarampo.

Entre os desafios para a coordenação do auxílio estão o acesso às mais de 80 ilhas e as más condições da infraestrutura de comunicação.

De acordo com a OMM, quando estava na máxima força, o Pam levantou um avião quando acabava de descolar na capital Port Vila. As Ilhas Salomão, Kiribati e Tuvalu também foram afetadas.

As necessidades de assistência incluem os que sofreram perdas na agricultura que foi severamente afetada pela tempestade. Foram destruídas culturas como banana, coqueiros e safras de frutas e vegetais além de animais de pequeno porte e infraestrutura de pesca.

Leia Mais:

“Saúde está no centro da redução do risco de desastres”

Agências da ONU aumentam apoio a Vanuatu após passagem de ciclone

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031