ONU lança apelo humanitário de cerca de US$ 30 milhões para Vanuatu

Ouvir /

Arquipélago no Pacífico foi afetado pela passagem do ciclone tropical Pam; estimativa é de que 75 mil pessoas precisem urgentemente de abrigo e 110 mil estejam sem acesso à água potável; segundo Unicef, cerca de dois terços das crianças do país estão precisando de assistência humanitária.

Família em Vanuatu. Foto: Unicef Pacífico

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, afirmou ter apenas cerca de 15% do dinheiro que precisa para fornecer assistência vital a milhares de crianças e suas famílias após o ciclone tropical Pam ter causado danos em Vanuatu e outras ilhas do Pacífico.

A agência anunciou novo apelo humanitário de US$ 4,8 milhões como parte de um pedido mais amplo das Nações Unidas para Vanuatu, lançado nesta terça-feira, no total de US$ 29,9 milhões, o equivalente a R$ 95,6 milhões.

Crianças

Segundo o Unicef, cerca de 82 mil crianças, aproximadamente dois terços dos menores do país, estão precisando de assistência humanitária.

Aproximadamente 75 mil pessoas precisem urgentemente de abrigo e 110 mil não têm acesso à água potável.

O objetivo do Fundo é garantir que crianças e suas famílias em Vanuatu, assim como em comunidades afetadas nos vizinhos Tuvalu, Ilhas Salomão e Kiribati, tenham acesso à água limpa, saneamento, higiene e serviços de saúde, como imunização.

O Unicef está fornecendo tratamento para diarreia, cuidados neonatais e suprimentos de nutrientes, além de proteção contra violência, exploração e abuso.

Perigo

Segundo a representante do Fundo no Pacífico, Karen Allen, crianças, especialmente aquelas nas ilhas de mais difícil acesso, estão em "sério perigo" no momento.

Ela afirmou que o acesso à água permanece "absolutamente crítico", com quase todas as ilhas em Vanuatu sofrendo de "escassez aguda". A representante afirmou ainda que há "risco significativo de doenças por causa de enchentes, condições ruins de saneamento e assistência médica limitada".

Karen Allen disse ainda que "felizmente, preparações de emergência evitaram um número maior de mortos". Ela afirmou que os itens de assistência estão começando a chegar às pessoas, no entanto, a logística permanece "cara e desafiadora".

Kiribati, Ilhas Salomão, Tuvalu e Vanuatu são compostos de diversas ilhas. Somente Vanuatu tem 83.

Escolas

Segundo o Unicef, as escolas foram oficialmente reabertas nesta terça-feira. No entanto, 80% dos edifícios escolares foram danificados em Vanuatu, 34 foram usados como centros de abrigo e alojamentos de professores também foram destruídos.

O Unicef está trabalhando para garantir que mais de 50 mil crianças em idade escolar, afetadas pelo ciclone, retornem às aulas o mais cedo possível.

Segundo o Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, doadores financiaram cerca de 8% do apelo lançado nesta terça-feira para ajudar 166 mil pessoas, mais da metade da população de Vanuatu, a lidar com o impacto do ciclone.

Prioridade

A prioridade do apelo é fornecer assistência vital como comida, água, cuidados de saúde e abrigo a pessoas nas áreas afetadas, mas também ajudá-las na recuperação de meios de subsistência e restabelecimento de serviços básicos, como educação.

As províncias de Shefa e Tafea foram as mais afetadas. Toda a plantação foi danificada ou destruída e a comida está acabando. Em outras províncias, até 90% dos abrigos foram eliminados e as estradas estão bloqueadas, enquanto as autoridades trabalham nas operações de limpeza das pistas.

Leia Mais:

Unicef: pelo menos 80% das escolas afetadas pelo ciclone Pam em Vanuatu

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031