ONU diz que agenda 2015 pode ajudar pessoas com síndrome de down

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que deficiência e direitos humanos estão ligados a vários fatores econômicos, sociais e ambientais; embaixador brasileiro Guilherme Patriota disse que as pessoas com deficiência são citadas em nove objetivos de desenvolvimento sustentável.

Foto: ONU/Paulo Filgueiras

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o Dia Internacional da Síndrome de Down este ano acontece no momento em que o mundo se prepara para criar uma agenda para o desenvolvimento sustentável pós-2015.

Ban disse que nesta data, observada em 21 de março, as Nações Unidas reafirmam que as pessoas com síndrome de down devem ter seus direitos humanos respeitados.

Objetivos

O chefe da Onu declarou que a comunidade internacional deve fazer todo o esforço possível para garantir que os objetivos da nova agenda de desenvolvimento sustentável incluam a igualdade e a ajuda para uma vida digna para todos.

O vice-chefe da Missão do Brasil junto à ONU, embaixador Guilherme Patriota falou exatamente sobre esse assunto em entrevista à Rádio ONU.

"As pessoas com deficiências aparecem, são citadas explicitamente em nove objetivos de desenvolvimento sustentável que nós buscaremos implementar a partir de 2015 para os próximos 15 anos. Então elas adquiriram uma visibilidade que, por exemplo, não tiveram nas Metas de Desenvolvimento do Milênio. Então agora nós estamos mais do que compensando essa omissão, tratando elas com a prioridade e a atenção que elas merecem."

Guilherme Patriota falou ainda sobre a importância de se ajudar às famílias das pessoas com deficiências.

"Acho fundamental adotar marcos jurídicos que apoiem mais do que as pessoas com deficiência, é necessário reconhecer a importância de apoiar as famílias dessas pessoas. Esse é um sub-tema igualmente importante, que é saber como reconhecer e tratar as famílias com pessoas com deficiências ou síndrome de down, em particular, e o reconhecimento dessas famílias na sua versão plural. Caso contrário, quem sofrerá será o filho com deficiência, o filho com síndrome de down."

Estigma e Abusos

O secretário-geral afirmou que as pessoas com síndrome de down enfrentam estigma, abuso e falta de apoio. Frequentemente, seus desafios começam cedo quando são excluídos de sistemas de educação de qualidade.

Segundo Ban, o acesso adequado à saúde, a programas de intervenção e educação inclusiva são vitais para o crescimento e o desenvolvimento das pessoas com a síndrome.

O chefe da ONU diz que todos devem aproveitar o Dia Internacional da Síndrome de Down para defender um mundo socialmente mais justo e mais inclusivo.

Leia Mais:

Secretário-geral destaca importância de integrar autistas em escolas e locais de trabalho

ONU promove saúde e bem-estar no Dia Mundial da Síndrome de Down

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031