Mapa de "Mulheres na Política" reflete progresso lento em igualdade de gênero

Ouvir /

Documento foi lançado na sede da ONU na terça-feira; diretora-executiva da ONU Mulheres disse que se mundo cumprir promessa feita há 20 anos, será possível atingir igualdade até 2030.

Foto: ONU Mulheres/Emad Karim

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O mapa sobre "Mulheres na Política 2015" revela um lento progresso em relação à igualdade de gênero e à participação de mulheres na vida pública. O documento foi lançado na terça-feira, na sede das Nações Unidas em Nova York.

Representantes da ONU e da União Interparlamentar, UIP, alertaram que esse avanço vagaroso vai afetar a nova agenda de desenvolvimento pós-2015, que será adotada ainda neste ano.

2030

A diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, afirmou que "se os líderes mundiais fizerem da igualdade de gênero sua prioridade e cumprirem a promessa feita há 20 anos, será possível atingir o objetivo até 2030".

Ela voltou a pedir que a comunidade internacional renove o compromisso e os investimentos para alcançar as metas da Plataforma de Ação de Pequim.

O mapa sobre Mulheres na Política 2015 mostra que 48 países têm 30% ou mais de mulheres em seus Congressos ou Parlamentos, mais do que os 46 países do ano passado e dos 42 de 2013.

A média global chegou a 22% de mulheres nos Parlamentos. A região das Américas registra o maior índice, com média de 26,4%, sendo a Bolívia o segundo país no mundo da lista, com 53,1% de seu Congresso formado por mulheres.

Do lado oposto, está a região do Pacífico, com as menores taxas.

Chefes de Estado

O documento mostra ainda que o número de mulheres Chefes de Estado ou de Governo voltou a atingir o recorde anterior com 19 a ocupar os cargos, entre elas a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Da mesma forma, subiu de 670 para 715 a quantidade de mulheres que ocupa a chefia de ministérios. Segundo o mapa sobre Mulheres na Política, 30 países têm atualmente pelo menos 30% ou mais de mulheres ministras.

O documento diz ainda que apenas oito nações não têm nenhuma mulher em posição de comando no governo: Bósnia-Herzegovina, Brunei, Hungria, Paquistão, Arábia Saudita, Eslováquia, Tonga e Vanuatu.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031