Líderes mundiais prometem aumentar esforços para reduzir riscos de desastres

Ouvir /

Chefes de Estado e de Governo fizeram a declaração esta quarta-feira no encerramento da 3ª Conferência Mundial da ONU sobre o assunto, em Sendai, Japão; países estão determinados em diminuir mortes e destruição causadas por desastres naturais.

Foto: AusAID/Jim Holmes

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Chefes de Estado e de governo prometeram esta quarta-feira fortalecer os esforços sobre a redução do risco de desastres para diminuir o número de mortes e a destruição causadas por este tipo de tragédia.

A afirmação faz parte da Declaração Final da 3ª Conferência Mundial da ONU sobre Redução do Risco de Desastres, realizada em Sendai, no Japão.

Atenção

A representante do secretário-geral para o assunto, Margareta Wahlström, falou à Rádio ONU, de Sendai, sobre a importância da adoção do novo acordo.

Segundo ela, alguns avanços do marco, em relação ao firmado há 10 anos em Hyogo, também no Japão, é a atenção a comunidades locais, à redução do risco de desastres inclusiva, e a presença de questões relacionadas à saúde.

A especialista falou ainda sobre próximos passos, após a adoção do documento.

Entre outras ações, Margareta Wahlström falou sobre construir "muitas novas" parcerias, fortalecer as antigas e continuar ações para trazer mais pessoas a este trabalho que, segundo ela, precisa de muitos participantes.

Metas

Os líderes estipularam várias metas globais para reduzir o risco de desastres, entre elas estão a diminuição dos números de mortos, de pessoas afetadas e das perdas econômicas de agora até 2030 em comparação com os índices registrados entre 2005-2015.

Eles querem também aumentar a quantidade de países com estratégias locais e nacionais para combater os riscos de desastres e diminuir os riscos de danos à infraestrutura e serviços básicos, como hospitais e escolas.

Outro ponto importante é melhorar a cooperação internacional com os países em desenvolvimento e aumentar o acesso de todas as nações aos sistemas de alerta contra desastres naturais.

Impacto

No documento, os líderes presentes ao encontro reconheceram o impacto crescente desses desastres naturais e sua complexidade em várias regiões do mundo.

Eles pediram "ação" a todos os presentes ao encontro, levando em consideração que o cumprimento do novo Quadro depende dos esforços coletivos incessantes e incansáveis da comunidade internacional.

O objetivo é alcançar um mundo mais seguro em relação aos riscos de desastres nas próximas décadas para o benefício das futuras gerações.

Dados

Nos últimos 10 anos, 700 mil pessoas morreram por causa de desastres e mais de 1,4 milhão ficaram feridas. Somente entre 2008 e 2012, 144 milhões de pessoas ficaram desabrigadas.

No total, 1,5 bilhão de pessoas foram afetadas de alguma forma pelos desastres, sendo que os mais atingidos são mulheres, crianças e os considerados mais vulneráveis.

A perda econômica passou de US$ 1,3 trilhão, o equivalente a R$ 4,2 trilhões.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031