Coordenadora humanitária alerta para "emergência secundária" em Vanuatu

Ouvir /

Representante da ONU visitou uma das províncias mais afetadas e pediu ajuda de longo prazo; organização lançou apelo de US$ 29,9 milhões para dar assistência a 166 mil pessoas afetadas pelo ciclone por três meses.

Ciclone tropical Pam. Foto: Unicef Pacífico

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

A coordenadora humanitária da ONU para Vanuatu alertou para uma "emergência secundária"e apelou pelo aumento das ações para fornecer assistência às pessoas que precisam.

Osnat Lubrani visitou a ilha de Tafea, uma das províncias mais afetadas pelo ciclone tropical Pam, e afirmou ser "de cortar o coração ver a escala extraordinária de destruição".

Destruição

No dia 13 de março, a tempestate atingiu o arquipélago derrubando casas e causando danos e destruição à infraestrutura, rede de eletricidade e plantações.

Até o momento, a ajuda chegou a 22 ilhas do país, apesar de desafios logísticos causados pela distribuição geográfica do arquipélago.

Segundo a coordenadora humanitária, é possivel ver o "impacto positivo da operação de assistência liderada pelo governo, mas ainda é preciso aumentar os esforços para garantir que todas as ilhas recebam comida, água, abrigo e cuidados médicos".

Força

Fazendo referência à força da população de Vanuatu, Osnat Lubrani afirmou estar "impressionada com a resiliência das pessoas que já estão começando a reconstruir suas vidas com ajuda das autoridades locais e da comunidade internacional".

Ela declarou que uma emergência secundária poderia atingir o arquipélago. O ciclone destruiu mais de 90% das plantações, deixando a população, que depende fortemente da agricultura de subsistência, sem uma fonte de renda e com a possiblide de insegurança alimentar de longo prazo.

A representante reuniu-se com autoridades da província, avaliou danos à infraestrutura e visitou um dos locais de distribuição de ajuda.

Recursos

As Nações Unidas e seus parceiros começaram a fornecer sementes para garantir segurança alimentar em longo prazo e vai apoiar o governo na restauração da infraestrutura e das atividades econômicas.

A organização precisa de US$ 29,9 milhões, o equivalente a cerca de R$ 97 milhões, para dar assistência a 166 mil pessoas afetadas pelo ciclone por três meses.

Até o momento, US$ 6,4 milhões foram prometidos desde o lançamento do apelo em 24 de março.

Leia mais:

ONU lança apelo humanitário de cerca de US$ 30 milhões para Vanuatu

Unicef: pelo menos 80% das escolas afetadas pelo ciclone Pam em Vanuatu

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031