Com ebola, África Ocidental pode perder US$ 3,6 bilhões por ano até 2017

Ouvir /

Estudo do Grupo de Desenvolvimento das Nações Unidas destaca que a perda econômica está ligada ao fechamento de fronteiras, declínio do comércio, cancelamento de voos e redução do investimento estrangeiro.

Países da África Ocidental afetados pelo surto. Foto: OMS/C. Black

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Países da África Ocidental que não tiveram nenhum caso de ebola já estão sendo afetados economicamente pelo surto que atinge Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Um estudo do Grupo de Desenvolvimento das Nações Unidas calcula que a África Ocidental pode perder US$ 3,6 bilhões por ano até 2017. Entre as causas estão declínio do comércio, fechamento de fronteiras, cancelamento de voos, redução do turismo e do investimento estrangeiro direto.

Pobreza e Fome

O impacto no desenvolvimento humano também será grande. A renda per capita da região deve cair US$ 18 entre este ano e 2017. Na Côte d'Ivoire, por exemplo, a taxa de pobreza já subiu 0.5 ponto percentual devido ao ebola.

No Senegal, a proporção de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza pode ter subido 1.8% no ano passado. Outra consequência pode ser o aumento da insegurança alimentar no Mali e na Guiné-Bissau.

Coordenação Regional

O diretor do escritório regional do Programa da ONU para o Desenvolvimento, declarou que "estigma e fechamento de fronteiras causaram muitos danos, afetando economias e comunidades". Abdoulaye Mar Dieye destaca que as consequências do ebola são vastas.

No relatório divulgado esta sexta-feira, é ressaltada a necessidade de se aumentar o envolvimento dos governos da África Ocidental e de instituições regionais para que a epidemia de ebola acabe e para que os três países com o surto possam se recuperar.

Para prevenir outros surtos, o estudo sugere o envolvimento regional dos setores de saúde e a criação de um Centro para Controle e Prevenção de Doenças. Outra ação que pode ser coordenada entre países é o controle de fronteiras e um sistema de manejo de riscos.

Leia também:

Ebola: número de mortos ultrapassa os 10 mil

OMS e PMA unem forças para chegar a zero caso de ebola

OMS cria painel independente sobre resposta ao surto de ebola

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031