Ban: "Tragédias do passado podem ajudar a combater o racismo hoje"

Ouvir /

Secretário-geral destaca que o Dia Internacional para Eliminação da Discriminação Racial, neste 21 de março, é oportunidade para renovar compromissos por um mundo justo.

Foto: ONU

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas pede a todos que lembrem-se daqueles que enfrentam "ódio, injustiça e humilhação" devido a sua cor de pele ou a sua origem étnica. Para Ban Ki-moon, a discriminação pela raça já serviu de base para opressão, pobreza, escravidão, genocídio e guerra.

A  mensagem de Ban é sobre o Dia Internacional para Eliminação da Discriminação Racial, marcado neste sábado, 21 de março. Na avaliação do chefe da ONU, a data "traz a oportunidade de se renovar compromissos por um mundo de justiça e igualdade, onde a xenofobia não existe".

50 Anos

Ban Ki-moon destaca ser importante aprender com as lições da História e conhecer os danos profundos causados pela discriminação racial. Para ele, assim é possível preservar a memória de erros do passado e usar o conhecimento para eliminar o preconceito e a tolerância.

O secretário-geral lembra que em 2015, a Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial completa 50 anos. Para Ban, houve progressos nas últimas cinco décadas, como o fim do colonialismo, do apartheid e o surgimento do movimento global pela igualdade.

Ban Ki-moon pede a todas as nações para ratificar a Convenção e colocar em prática legislações que acabem com todas as formas de discriminação racial. Para antecipar o Dia Internacional, a Assembleia Geral da ONU realizou um debate, esta sexta-feira sobre racismo e tolerância.

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031