Iémen: Ban pede fim de ações hostis após ataques que mataram mais de 100

Ouvir /

Chefe da ONU quer respeito de compromissos das partes rivais para a solução de diferenças; ataques bombistas ocorreram em vários locais com destaque para mesquitas de duas cidades.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Evan Schneider

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas condenou com veemência os “ataques terroristas” ocorridos esta sexta-feira em duas mesquitas da capital do Iémen, Sanaa.

Agências de notícias informaram que pelo menos 126 pessoas morreram e várias outras ficaram feridas nos incidentes atribuídos a bombistas suicidas. De acordo com os relatos, três atacantes foram responsáveis pela ação nos locais de culto durante as orações de meio-dia.

Xiitas

Segundo as agências, as mesquitas são frequentadas principalmente por partidários de um movimento dos rebeldes xiitas Houthi, que controlam a cidade.

Ban lamenta também o atentado ocorrido na cidade de Sa’dah, onde foi atingido um prédio do governo e uma mesquita. Ainda não foi confirmado o número de mortos, mas há relatos de dezenas de feridos.

Após manifestar pesar aos familiares das vítimas, o chefe da ONU exortou a todas as partes a cessar imediatamente todas as ações hostis e a exercer a máxima contenção.

Negociações

Ban apelou ao respeito dos compromissos das partes rivais para a resolver as diferenças por meios pacíficos e “ao envolvimento em boa-fé nas negociações em curso” em busca de um consenso, facilitadas pela ONU.

Ban lembrou também das obrigações previstas em resoluções do Conselho de Segurança, ao pedir o  envolvimento total das partes com o seu assessor especial para o Iémen.

Leia Mais:

ONU atualiza apelo humanitário para o Iémen e pede US$ 747 milhões

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031