Agências da ONU aumentam apoio a Vanuatu após passagem de ciclone

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que a ONU vai tomar "as medidas necessárias" para mobilizar assistência humanitária à população do país; segundo o Unicef, cerca de 60 mil crianças precisam de ajuda imediata.

Milhares de pessoas em Vanuatu precisam de assistência após destruição causada pelo ciclone tropical Pam. Foto: Unicef Pacífico

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

As agências de ajuda humanitária da ONU estão aumentando suas ações de assistência em Vanuatu, ilha localizada no oceano Pacífico, em resposta à passagem do ciclone tropical Pam.

O secretário-geral das Nações Unidas afirmou que a tragédia destaca a importância de esforços globais para redução do risco de desastres.

Desastres

Ban Ki-moon afirmou nesta segunda-feira que a ONU vai tomar "as medidas necessárias" para mobilizar assistência humanitária à população do país.

O chefe da ONU e outros representantes da organização estão no Japão para a Terceira Conferência Mundial sobre Redução do Risco de Desastres. Milhares de participantes estão reunidos em Sendai, onde acontece o encontro, até o dia 18 de março.

O objetivo é chegar a um novo acordo para gestão do risco de desastres que reduza a mortalidade e as perdas econômicas.

Agências da ONU intensificaram seus esforços para respoder às necessidades das comunidades afetadas pelo ciclone que atingiu Vanuatu com ventos de mais de 250 km por hora na sexta-feira e no sábado.

Mortes

Segundo o Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, há 24 fatalidades confirmadas e 3,3 mil pessoas foram deslocadas.

Uma equipe da ONU de Coordenação e Avaliação de Desastes chegou à capital Port Vila neste segunda, com funcionários do escritório regional do Ocha no Pacífico para apoiar a coordenação da assistência humanitária.

Crianças

Segundo a vice-representante do Fundo das Nações Unidas para Infância, Unicef, no Pacífico, Isabelle Austin, cerca de 60 mil crianças no país foram atingidas.

A agência está particularmente preocupada com a saúde, nutrição, segurança, educação escolar e recuperação das crianças.

Segundo uma das funcionárias do Unicef que estava na capital Port Vila, "os ventos eram incrivelmente fortes, arrancando telhados, destruindo casas e danificando hospitais e escolas".

Água

Acesso a água potável e instalações de saneamento foi interrompido em muitos locais em Vanuatu, levando ao risco de transmissão de doenças.

O Unicef está apoiando o governo e trabalhando com parceiros para fornecer água, sabão, purificadores de água e banheiros temporários.

O Fundo também está avaliando os danos à infraestrutura e aos serviços fundamentais. Pelo menos 70 mil crianças não têm condições de ir à escola.

Saúde

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está enviando especialistas e suprimentos para Vanuatu. A agência está coordenando com o Unicef e o Ministério da Saúde do país uma campanha de prevenção ao sarampo.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, também está envolvido na assistência humanitária a Vanuatu.

Leia Mais:

Ban diz que redução do risco de desastres deve fazer parte da agenda pós-2015

ONU respondendo a impacto “arrasador” do ciclone tropical Pam

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031