Índice de preço dos alimentos apresentou nova queda em janeiro, de 1,9%

Ouvir /

Segundo a FAO, tendência foi influenciada pela queda no preço do petróleo e desvalorização do euro; outro fator foi a boa disponibilidade de trigo, óleo de soja e carne suína.

Foto: FAO/Marco Longari

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Índice de Preço dos Alimentos apresentou nova queda em janeiro, atingindo 182.7 pontos, ou 1,9% menor do que o nível de dezembro. O balanço foi divulgado esta quinta-feira pela FAO, a agência da ONU para Agricultura e Alimentação.

A tendência vem ocorrendo desde abril do ano passado, segundo a FAO. Em janeiro, a queda foi influenciada pela desvalorização do euro, um dólar americano mais forte e a queda no preço do petróleo.

Mercado Internacional

O índice leva em conta os valores no mercado internacional das cinco maiores commodities alimentares: cereais, carnes, derivados do leite, óleos vegetais e açúcar.

Com a grande oferta de trigo no mercado, o preço internacional do cereal caiu 7% em janeiro, na comparação com o mês anterior. No caso dos óleos vegetais, o índice baixou 2,9%, o menor nível em cinco anos.

Carne de Porco

A FAO explica que a boa disponibilidade de óleo de soja e a queda no preço do petróleo geraram mais atração para que os óleos vegetais fossem usados na fabricação de biodiesel.

No caso das carnes, o índice diminuiu 1,6%, devido ao dólar mais forte em relação ao euro e a grande quantidade de carne de porco disponível para exportação.

Perspectivas

Sobre os derivados do leite e o açúcar, a FAO destaca que os preços ficaram estáveis em janeiro, mas que o valor da manteiga foi mais alto no mês passado.

Mas ao avaliar o desempenho durante o último ano, o índice de preço da carne subiu 6,6% na comparação com janeiro de 2014. O contrário aconteceu com o açúcar, que teve uma queda de 35% no mesmo período.

Para a temporada 2015, a FAO prevê que 1 bilhão de toneladas cereais devam ser utilizadas para o consumo este ano. A produção de trigo e de milho deve crescer, mas a de arroz pode diminuir em 4 milhões de toneladas, especialmente na Índia, na Indonésia e na Tailândia.

Leia também:

FAO apresenta plano para erradicar a fome na América Latina e Caribe

Exclusiva: José Graziano da Silva

Queda nos preços dos alimentos está relecionada à baixa do petróleo

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031