Com novo rei saudita, Ban discute combate ao terrorismo

Ouvir /

Em Riade, secretário-geral da ONU encontra-se com Salman bin Abdulaziz e os dois falaram também sobre crise no Iêmen; Ban Ki-moon agradece a Arábia Saudita pela generosidade com a população da Síria.

Ban com o rei Salman Abdulaziz. Foto: ONU/Mark Garten

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O secretário-geral das Nações Unidas está na Arábia Saudita e fez declarações a jornalistas em Riade, neste domingo, após encontrar-se com o novo rei do país.

Com o rei Salman bin Abdulaziz, Ban Ki-moon discutiu desenvolvimento sustentável, mudança climática, a situação no Iêmen e medidas para reduzir o terrorismo na região.

Ban e o rei saudita ressaltaram suas preocupações com a situação da população em Gaza, que precisa de assistência urgente.

Síria

O secretário-geral disse que foi discutido como as Nações Unidas podem contribuir para a luta global contra o terrorismo e agradeceu o apoio do rei da Arábia Saudita neste sentido. Ban também elogiou o engajamento do país para tentar resolver a crise política do Iêmen.

Ban Ki-moon reafirmou sua grande preocupação com os crimes "horríveis que continuam sendo cometidos por todos os lados em conflito na Síria". Ele ressaltou que o fim da crise só será possível por meio de negociações políticas e pediu que mais ações sejam tomadas com urgência para aliviar o sofrimento da população.

Cooperação

O secretário-geral agradeceu ao governo da Arábia Saudita pela "notável generosidade" com o povo sírio e pediu às autoridades que enviem uma delegação de alto-nível à conferência de doadores para a Síria, que será realizada dia 31 de março no Kuwait.

Sobre o Iraque, Ban disse que a reabertura da embaixada saudita em Bagdá poderá aprofundar a cooperação entre os dois países, incluindo na contenção do terrorismo. Ele reforçou que a ONU continua pronta para ajudar a região a desenvolver uma resposta conjunta contra a ameaça do "Daesh", acrônimo em árabe para o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Homenagem

Ban Ki-moon encorajou o governo da Arábia Saudita a manter seu forte engajamento com as Nações Unidas para que possam enfrentar vários desafios mundiais e continuem defendendo os direitos humanos e as liberdades fundamentais.

Ban também prestou homenagem ao legado do rei Abdullah Bin Abdulaziz Al-Saud, que morreu em janeiro. O secretário-geral lembrou dos trabalhos do rei em prol do progresso da Arábia Saudita e na promoção do diálogo inter-religioso.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031