Ban defende trégua temporária em cidade no leste da Ucrânia

Ouvir /

Secretário-geral destaca que medida permitirá saída imediata dos civis de Debaltseve, que estão sem acesso a serviços básicos; Ban Ki-moon condena com veemência os relatos de bombardeios indiscriminados.

Destruição na Ucrânia. Foto: Acnur

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU divulgou um comunicado onde expressa sua grave preocupação com a situação no leste da Ucrânia. Ban Ki-moon cita em especial civis que estão sitiados na cidade de Debaltseve, sem acesso a serviços básicos.

Ban condena fortemente os relatos sobre bombardeios indiscriminados e pede aos lados em conflito para que retirem imediatamente suas posições militares de áreas povoadas por civis.

Negociações

O secretário-geral apoia a proposta da Organização para Segurança e Cooperação na Europa, que sugere uma trégua temporária para que os civis sitiados em Debaltseve possam sair de imediato da cidade. Ban Ki-moon nota que a medida requer negociação de boa fé.

Na nota, o chefe da ONU reforça seu pedido por um cessar-fogo e para "ação política e diplomática urgente". Segundo Ban, as partes que assinaram o acordo de Minsk (Ucrânia, Rússia e separatistas) precisam assumir suas responsabilidades e encerrar o conflito.

Paz

O secretário-geral reforça que as Nações Unidas continuam prontas para apoiar a consolidação de um processo de paz na região que seja firme e duradouro.

Agências de notícias informam esta quinta-feira que o presidente francês François Hollande e a chanceler federal alemã Angela Merkel estariam a caminho da Ucrânia e da Rússia, na tentativa de negociar um acordo de paz.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031