Ban defende investimento em igualdade de gênero em prol do desenvolvimento

Ouvir /

Secretário-geral está no Chile onde participa de evento de alto nível sobre empoderamento feminino; ele afirmou não ser possível defender os direitos humanos a menos que se ponha um fim à "epidemia global de violência contra mulheres e meninas".

Ban Ki-moon no evento “Mulheres no Poder e Tomada de Decisão”. Foto: ONU/Evan Schneider

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU está no Chile onde participou de um evento de alto nível sobre "Mulheres no Poder e Tomada de Decisão".

Ban Ki-moon afirmou que é "preciso aumentar os investimentos em igualdade de gênero para alcançar uma nova agenda realmente transformadora para o desenvolvimento sustentável".

Epidemia

O chefe da ONU disse "não ser possível defender os direitos humanos ou avançar o desenvolvimento a menos que se ponha um fim à epidemia global de violência contra mulheres e meninas".

Ele afirmou que em muitos países, as mulheres sofrem de abusos domésticos, mutilação genital feminina e outras formas de violência. Ban afirmou que estes atos "traumatizam indivíduos e prejudicam sociedades".

O secretário-geral afirmou ainda que "palavras não são suficientes" e que é preciso ações e apoio político.

Ban falou ainda ser necessário mudar mentalidades, a começar pelos homens. Ele citou a campanha "HeForShe" que busca mobilizar homens em apoio à igualdade de gênero.

América Latina e Caribe

O encontro teve a participação da presidente do Chile, Michelle Bachelet. Ban afirmou que no ano passado a América Latina e o Caribe tiveram a maior proporção de mulheres no Parlamento, mais de uma em cada quatro parlamentares. Isto significaria o dobro de 1995.

Além disso, ele afirmou que também em 2014, a região teve seis mulheres presidentes ou chefes de governo. Isto significa que mulheres lideraram mais de 40% da população da América Latina e Caribe. O secretário-geral pediu ao mundo que "siga o exemplo" da região.

Apesar de citar avanços, ele afirmou que o progresso tem sido "lento e desigual" e que "nenhum país tem igualdade completa para mulheres".

Sustentabilidade

O secretário-geral afirmou que este é um "ano histórico" em que as Nações Unidas dão passos em direção a um mundo mais sustentável, equitativo e pacífico.

Ele afirmou que esta é a "primeira geração que pode acabar com a pobreza e a última que pode evitar os piores impactos das mudanças climáticas".

Entre outros eventos que acontecem este ano, Ban citou o Cúpula Especial sobre Desenvolvimento Sustentável, em Nova York, e a Conferência de Mudanças Climáticas, em Paris. Ele afirmou que o sucesso destes exige dar poder as mulheres do mundo.

Leia mais:

ONU Mulheres fez campanha de combate à violência de gênero no carnaval

Em Davos, Emma Watson lança nova campanha sobre igualdade de gênero

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031